Impostômetro da ACSP bate a marca de R$ 1,9 trilhão

Valor calculado pela ACSP corresponde ao total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições

Mariana Missiaggia
09/Out/2019
  • btn-whatsapp
Impostômetro da ACSP bate a marca de R$ 1,9 trilhão

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) atinge a marca de R$ 1,9 trilhão nesta quarta-feira (9/10), às 23 horas. Em 2018, o volume que corresponde ao total de impostos, taxas, multas e contribuições pagas desde o primeiro dia do ano, foi alcançado no dia 23/10.

A antecipação de 14 dias na arrecadação já era esperada, de acordo com Marcel Solimeo, economista da ACSP. Ele explica que o recolhimento continua respondendo ao ritmo da economia somado a inflação do período.

“É um movimento previsível de aumento da receita do governo, mas que será sempre insuficiente porque as despesas crescem fortemente e o Estado gasta, o consumidor paga”, diz.

Solimeo afirma que, mesmo em discussão, a reforma tributária - essencial para o Brasil se modernizar e simplificar seu sistema tributário - ainda não se encaminha para uma possível redução da carga tributária.

“Entretanto, o caminho é esse. Num primeiro momento, a prioridade deve ser a simplificação até para diminuir a quantidade de tributos, para em seguida, focar na redução da carga tributária”.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade.

Está localizado na sede da ACSP, na rua Boa Vista, centro da capital paulista, mas outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No www.impostometro.com.br, é possível acessar diversas informações tributárias e entender mais sobre o assunto.

FOTO: Patrícia Baptista/ACSP

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas