Pátio do Colégio tem a fachada recuperada após pichação

Base comunitária agora faz a segurança do local. Essa era uma reivindicação antiga da Associação Comercial de São Paulo

Wladimir Miranda
10/Mai/2018
  • btn-whatsapp
Pátio do Colégio tem a fachada recuperada após pichação

 

NO DIA 10 DE ABRIL, O PRÉDIO PRINCIPAL
DO PÁTIO AMANHECEU PICHADO

A revitalização da fachada do Pátio do Colégio foi concluída. O local, que é tombado pelo patrimônio histórico, foi pichado na madrugada do dia 10 de abril com a frase “Olhai por Nois”, com tinta vermelha e letras gigantes.

As câmeras de segurança do edifício flagraram o momento em que três pessoas praticavam o ato de vandalismo. Identificados, os pichadores – dois homens e uma mulher -, foram multados em R$ 10 mil cada um, e em seguida liberados.

Os pichadores confessaram que participaram de um ato de vandalismo similar no Monumento às Bandeiras.

A limpeza da fachada foi feita por um grupo de voluntários, que fizeram doações em dinheiro e em material para a revitalização. A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) participou do mutirão de recuperação do prédio.

VOLUNTÁRIOS SE ENCARREGARAM DA
RESTAURAÇÃO

A revitalização demorou mais do que o esperado porque as janelas de madeira e os azulejos da fachada também foram manchados pelos vândalos. Antes da pintura, foi necessário lixar as esquadrias e as paredes. As esquadrias das janelas foram pintadas de azuis, e as janelas e paredes, de branco.

Após o ato de vandalismo, o Pátio do Colégio passou a contar com a presença de uma Base Comunitária da Polícia Militar, que era uma reivindicação antiga da Associação Comercial de São Paulo para dar segurança ao local.

O complexo histórico-religioso pertence à Companhia de Jesus, que é uma ordem religiosa dos jesuítas, fundada em 1540 por Inácio de Loyola.

O Pátio do Colégio abrigou os primeiros jesuítas que desembarcaram no Brasil em 1549, com a missão de evangelizar os indígenas.

OS TRABALHOS FORAM CONCLUÍDOS DIA 6 DE MAIO

Hoje, o local é aberto à visitação. No complexo, encontra-se, entre outras atrações, o Museu Anchieta, com um acervo composto de peças de arte sacra que remetem à vida social paulistana intrinsecamente ligada a religiosidade dos primórdios da cidade de São Paulo.

As peças do acervo do Museu Anchieta compreendem um período que se estende desde o século XVI ao XX. Há objetos dos primeiros fundadores, peças do cotidiano, arte sacra, pinacoteca, dentre outras.

No local também está a Biblioteca Pe. António Vieira, especializada na história da Companhia de Jesus e da cidade de São Paulo, possuindo também materiais relativos à história geral e do Brasil, arte, biografias, filosofia, igreja Católica, literatura e viagens. 

IMAGENS: William Chaussê

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas