Negócios

Lojista: saiba como aderir à campanha de descontos Sampa Week


Varejistas se reuniram na sede da ACSP nesta quinta-feira (16/01) para dar a largada à 1ª edição da ação promocional. Expectativa de alta nas vendas entre os dias 23 e 31 é de 15% a 20%


  Por Karina Lignelli 16 de Janeiro de 2020 às 15:32

  | Repórter lignelli@dcomercio.com.br


"São Paulo comemora e todo mundo ganha." Com esse mote, foi dada a largada oficial da Sampa Week, semana de descontos criada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) em parceria com o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) e a Secretaria Municipal de Turismo de São Paulo. 

O objetivo, de acordo com os organizadores, é atrair mais turistas e alavancar as vendas do comércio entre os dias 23 e 31 de janeiro. A ação acontece em paralelo aos eventos de comemoração ao aniversário da cidade. 

LEIA MAIS:  Confiança do comércio sobe 2% em janeiro ante dezembro

Com o lançamento, realizado nesta quinta-feira (16/01) na sede da ACSP, também foi aberto o credenciamento oficial para lojistas, restaurantes, hotéis e até taxistas aderirem gratuitamente à campanha e acessarem o material de divulgação, tanto para lojas físicas como para o e-commerce, disponível para download no site.  

Segundo Abdo Hadade, vice-presidente da ACSP, foram confeccionados mais de 100 mil cartazes da Sampa Week para serem distribuídos para quem aderir, sendo que 60 mil serão enviados pelos Correios. "Orientaremos os participantes em tudo o que for necessário para alavancar ao máximo os resultados." 

Mais de 50 varejistas e prestadores de serviços já confirmaram presença na ação, a exemplo do Magazine Luiza, Saraiva, Renner, Riachuelo, Marisa, Habib's e Preçolândia e até da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, entre outras. Já os e-commerces de marcas como Olympikus, Azaleia e Under Armour, do Grupo Vulcabras, já divulgam descontos especiais para a ação, segundo o diretor de operações de varejo Pedro Rios. 

"Estamos em período de saldão, mas criamos uma comunicação exclusiva e promoções agressivas só para a Sampa Week, como frete grátis em compras acima de R$ 99,90", diz. "Afinal, 35% das nossas vendas são baseadas na cidade de São Paulo", afirma Rios, que diz que o grupo projeta alta de 10% nas vendas durante a ação.  

LEIA MAIS:Para ACSP, vendas do varejo crescem, mas abaixo do esperado

Já as varejistas Casas Bahia e Pontofrio confirmaram participação na Sampa Week, intensificando as ofertas. “Reforçando nossa parceria e apoio ao evento, teremos campanhas de TV, rádio e material de ponto de venda nas lojas em São Paulo - sem contar os preços especiais para os clientes em todas as categorias”, destaca Ilca Sierra, diretora de marketing e comunicação multicanal da Via Varejo.

DETALHE DA COMUNICAÇÃO DO E-COMMERCE DA OLYMPIKUS
PARA A SEMANA DE DESCONTOS 

Apesar de ser a primeira edição da semana promocional, e considerando a base fraca de comparação do ano anterior, Alfredo Cotait Neto, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), afirma que há uma perspectiva de alta de 15% a 20% nas vendas do comércio paulistano na semana de 23 a 31 de janeiro, ou seja, enquanto durar a Sampa Week.  

"Talvez o impacto da semana não seja sentido ainda este ano, mas nos próximos", afirma. "Mas o evento vai entrar para o calendário oficial da cidade, para transformar janeiro num mês de crescimento nas vendas, beneficiando o empreendedor, o comerciante e o trabalhador, em um esforço conjunto que vai resultar em ganho para todos."  

MAIS TURISTAS, MAIS VENDAS  

Um levantamento do Google Hotéis divulgado no início deste mês de janeiro apontou a cidade de São Paulo como o segundo destino mais desejado do mundo para viajar em 2020, atrás apenas de Da Nang, no Vietnã.

Nada melhor para impulsionar a economia paulistana em janeiro, um mês em que os turistas modificam a paisagem local, do que uma semana de descontos, como a Sampa Week, combinada aos eventos de comemoração aos 466 anos da cidade - que incluem mais de 300 atividades em 150 pontos e até uma espécie de 'cortejo' no Centro Velho, com apresentação de artistas como Skank, Carol Conká e Ney Matogrosso, lembrou Miguel Calderaro Giacomini, secretário municipal de Turismo de São Paulo, no evento da ACSP.

LEIA MAIS:O que os consumidores querem do varejo? 

Só em 2018, diz, São Paulo recebeu 18 milhões de turistas, que movimentaram R$ 13 bilhões. Agora, começa o Carnaval de rua paulistano que, com mais de 900 blocos, se tornou o maior do Brasil. "As pessoas preferem ficar aqui, e esse turismo 'incrementado' (com a Sampa Week) vai movimentar ainda mais o comércio", acredita.   

Participaram do evento de lançamento oficial da Sampa Week Fabíola Xavier, diretora executiva do IDV, Arab Chafic Zakka, fundador da Preçolândia e membro do Conselho Superior da ACSP, Ricardo Patah presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, Natalício Bezerra, presidente do Sindicato dos Taxistas de São Paulo, e Roberto Mateus Ordine, 1º vice-presidente da ACSP.  

IMAGENS: Reprodução do site