Finanças

Susep credencia CRDC para registrar todos os tipos de seguro


Solução não só permitirá customizar relatórios personalizados para seguradoras, mas serviços que contribuem com informações relevantes, como subscrições, sinistros e compliance, entre outras


  Por Redação DC 02 de Fevereiro de 2021 às 12:01

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A CRDC (Central de Registros de Direitos Creditórios) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) acaba de ser credenciada para fazer os registros de operações de seguros facultativos e obrigatórios de todos os ramos.

A plataforma da CRDC conta com diferenciais que permitem, de imediato, que esses registros sejam feitos com mais segurança, escalabilidade, desempenho, tolerância de falhas e comunicação entre os componentes.

Entre eles, está o fato de o registro ser separado por fatores geradores, segmentados e detalhados, com validações para garantir a integridade das informações e a consolidação registrada. Além disso, os registros ocorrem sincronizados em milésimos de segundo, permitindo inclusão simultânea em tarefas paralelas.

LEIA MAIS:  Crise da covid aquece serviços de factoring para pequenos negócios

Segundo Ivan Lopes, sócio da CRDC, a interface é leve, simples e objetiva para implementação, totalmente adaptável para todos os ramos de seguros, e o sistema não tem limites de escala, além de ser portável, dinâmico e ágil, permitindo a comunicação de forma simples, rápida e segura.

A solução também traz a possibilidade de customizar relatórios personalizados, bem como de diversos serviços que podem ser consumidos pelas seguradoras e contribuem com informações relevantes para suas operações, como por exemplo, subscrições, sinistros e compliance, entre outras.

Na plataforma da CRDC, a consulta pelo portal pode ser realizada pelos fatos geradores, como emissão de apólices e endossos, emissão e liquidação de prêmios, sinistros e contratos de resseguro.

A conciliação também é simples e objetiva, permitindo às seguradoras a captura das informações paginadas a partir da consulta principal, evitando demora no retorno de registros e alto consumo dos recursos, trabalhando de forma mais eficiente com os dados na comunicação entre cliente e server, trafegando apenas os dados necessários.

A CRDC dispõe ainda em sua plataforma de uma camada de blindagem que filtra, monitora e bloqueia o tráfego HTTP contra ataques de hackers, spammers, DDoS, Injeções SQL e muitos outros tipos de ciberataques.

O Conselho Diretor da Superintendência de Seguros Privados – Susep, que credenciou a CRDC como entidade registradora de operações de seguros, previdência complementar aberta e capitalização e resseguros, já estabeleceu as datas previstas para obrigatoriedade de início de registro para todos os segmentos desse mercado: 

2021
01/07 - grupos dos ramos patrimonial, responsabilidades, marítimos, aeronáuticos, petróleo, nucleares, rural, aceitações no exterior e sucursais no exterior;
01/09 - grupo dos ramos de transportes;
01/11 - grupo dos ramos de automóvel

2022
01/02 - grupo dos ramos de seguros de pessoas, individual e coletivo, estruturados em regime financeiro de repartição simples;
01/07 - operações de previdência e de seguros de pessoas estruturados em regime financeiro de repartição de capitais de cobertura e em regime financeiro de capitalização;
01/11 - operações de resseguro local 

2023
02/01 - operações de capitalização 

FOTO: Thinkstock 






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade