‘Se não fizerem tolices, o País terá bons anos de crescimento’

O economista Mansueto Almeida (terceiro da esq. para dir.) disse, em palestra na ACSP, que a inflação sob controle, o mercado de trabalho aquecido e investimentos privados colocam o Brasil em trajetória positiva

Redação DC
03/Jun/2024
  • btn-whatsapp
‘Se não fizerem tolices, o País terá bons anos de crescimento’

Mansueto Almeida, economista-chefe do BTG Pactual, foi o convidado da reunião do Conselho Político e Social (Cops) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) desta segunda-feira, 3/6. O economista palestrou sobre o tema “Desafios do ajuste fiscal e crescimento econômico”.

Ele avaliou que os fundamentos econômicos no Brasil estão hoje mais saudáveis do que no passado e comentou que a inflação, entre 3,5% e 4% ao ano, deixou de ser um problema. “Quero destacar o quanto o Brasil melhorou, mas ainda há muitos riscos. Precisamos ter calma e diálogo. É uma injustiça dizer que o País não cresceu, pois houve uma grande mudança nos últimos 40 anos, principalmente em relação aos quesitos dívida externa e hiperinflação”, disse o economista.

Mansueto disse ainda que “se continuarmos no ritmo de inflação atual, esse governo terminará o mandato com a menor taxa de inflação em quatro anos.”

O economista também destacou que em relação aos investimentos, há 15 anos, 60% da verba era concedido pelo Poder Público. “Hoje, esse montante vem da iniciativa privada. Não depende mais do orçamento para se investir em infraestrutura.”

Um outro dado interessante apresentado pelo economista-chefe aponta que o País vem mudando estruturalmente com as reformas Trabalhista e Previdenciária. “Há três anos, estamos em ritmo de geração de emprego formal com mais de 750 mil novos postos de trabalho por ano. Atingimos a taxa mais baixa de desemprego desde janeiro de 2015, então, o mercado de trabalho está aquecido. Além disso, para os brasileiros, o desemprego sempre foi um problema. Hoje, não é mais. A dificuldade agora é com relação à mão-de-obra qualificada”, afirmou.

Mansueto disse que o Brasil, historicamente, avançou, justamente por causa das reformas que deram e estão dando resultado. "É só não fazer tolice que esse país terá bons anos de crescimento".

O encontro foi aberto pelo presidente Roberto Mateus Ordine, acompanhado de Heráclito Fortes, coordenador do Cops; Jorge Bornhausen, coordenador-adjunto do Cops; Nelson Jobim, ex-ministro da Defesa e da Justiça; e Alfredo Cotait Neto, presidente da CACB e da Facesp.

Ordine destacou que os dados apresentados por Mansueto indicam “boas perspectivas para o País, com ótimos anos de desenvolvimento".

 

IMAGEM: Cesar Bruneli/ACSP

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Os impactos da IA no mercado de trabalho