Governo de SP recomenda reduzir em 30% público de eventos

Até o momento não foram anunciadas novas restrições de funcionamento para estabelecimentos dos setores de comércio e serviços

Redação DC
12/Jan/2022
  • btn-whatsapp
Governo de SP recomenda reduzir em 30% público de eventos

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 12/01, novas recomendações para enfrentamento da pandemia do coronavírus. As medidas envolvem redução de público para eventos, shows e atividades esportivas.

A principal recomendação é que as prefeituras paulistas limitem em 30% (de 100% para 70%) a capacidade de público para evitar aglomerações. Cada município possui autonomia para editar regras de restrição, de acordo com a realidade local.

Não foram anunciadas novas restrições de funcionamento para estabelecimentos dos setores de comércio e serviços.

“Em relação a eventos, shows e atividades esportivas, nós vamos continuar com a recomendação das medidas não farmacológicas, de uso obrigatório de máscaras e álcool gel. Todos os eventos devem exigir o comprovante da vacina completa e, se possível, testes. E recomendamos para as prefeituras que reduzam as taxas de ocupação desses eventos”, destacou o coordenador do Centro de Contingência, João Gabbardo.

O governo paulista também reforçou as recomendações para que a população em geral mantenha as medidas de segurança sanitária. As indicações são para que as pessoas façam o uso obrigatório de máscaras, higienização de mãos e álcool em gel, além de que completem o esquema vacinal e tomem as doses de reforço.

João Gabbardo informou que o Estado registrou aumento de 58% das internações em leitos de UTI e de 99% nas enfermarias, nas duas últimas semanas.

Apesar do número de pacientes em unidades de tratamento intensivo ser duas vezes menor do que o registrado no começo de 2021, os números atuais mostram aceleração das internações.

 

IMAGEM: Governo de SP/divulgação

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas