Cai número de lojas com estoques adequados em maio

Levantamento da FecomercioSP mostra que 13% dos estoques estão muito baixos e outros 30% estão muito altos

Estadão Conteúdo
21/Mai/2018
  • btn-whatsapp
Cai número de lojas com estoques adequados em maio

A parcela de lojas na cidade de São Paulo com nível de estoque considerado adequado caiu de 57,1% em abril para 56,7% em maio, de acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Entre os empresários que avaliaram como inadequado o nível, o levantamento mostrou que 13% disseram que os estoques estão muito baixos e outros 30% afirmaram que estão muito altos.

Com isso, o Índice de Estoques (IE) do varejo na cidade de São Paulo recuou 0,6% em maio, passando de 114,6 pontos em abril para 113,8 pontos em maio.

"O porcentual de empresários com estoques elevados caiu um pouco com as vendas de Natal, mas, de lá para cá, essa evolução praticamente estancou", afirmam em nota os analistas da FecomercioSP.

Em abril, a pesquisa havia mostrado que 30% dos empresários avaliaram seu estoque como excessivo.

"Para que o porcentual de empresários que consideram o estoque elevado volte ao patamar pré-crise (de menos de 25%), será necessária mais uma rodada de otimismo e crescimento das vendas, o que ocorreu de forma muito tênue e localizada - em setores como automóveis e grandes empresas - no primeiro trimestre deste ano", de acordo com a assessoria econômica da FecomercioSP.

A equipe destaca que o "indicador de estoques tem sido o mais resistente e demorado a reagir à recuperação já em curso na economia desde 2017 e, agora, com essa percepção de que o primeiro trimestre do ano teve desempenho um pouco abaixo do esperado, o ajuste definitivo fica descartado para o primeiro semestre".

O IE é mensal e começou a ser apurado em junho de 2011. São computados os dados de cerca de 600 empresários do comércio no município de São Paulo.

O indicador vai de zero a 200 pontos, representando, respectivamente, inadequação total e adequação total dos estoques.

Em análise interna dos números do índice, a FecomercioSP busca identificar a percepção dos empresários relacionada à inadequação de estoques para "cima" e para "baixo". A pesquisa é referente ao município de São Paulo, mas a base amostral reflete o cenário da região metropolitana.

FOTO:Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas