ACSP: maioria dos consumidores deve gastar mais de R$ 400 na Black Friday

O avanço da ocupação, o crescimento da renda e a maior confiança do consumidor explicam essa intenção de gastos, que estão maiores que os de anos anteriores, segundo a associação

Redação DC
23/Nov/2023
  • btn-whatsapp
ACSP: maioria dos consumidores deve gastar mais de R$ 400 na Black Friday

Pesquisa de abrangência nacional feita pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostra que 38,2% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday deste ano, cujas promoções começam oficialmente na sexta-feira, 24/11.

Entre esses entrevistados dispostos a consumir na data, a maioria revelou intenção de gastar mais de R$ 400. As compras, pelo estudo da ACSP, devem ser realizadas preferencialmente em e-commerces de grandes redes.

Roupas, calçados e acessórios são os itens mais desejados nesta Black Friday, segundo a ACSP, aparecendo como intenção de compra de 37% dos consumidores. Os celulares, que costumam ter grande procura na data, aparecem como opção de compra de 26,9% dos consultados.

“É tradicional que artigos eletroeletrônicos apresentem a maior intenção de compra durante a Black Friday, contudo, itens de uso pessoal continuam se destacando, o que pode estar vinculado tanto à ausência das restrições de mobilidade social como ao fato de que, em geral, são produtos de menor valor, num contexto de situação financeira ainda relativamente difícil”, diz Ulisses Ruiz de Gamboa, economista da ACSP.

As compras da Black Friday não devem atrapalhar as de Natal, segundo um outro levantamento feito na semana passada pela ACSP, que aponta que apenas 22% dos entrevistados em nível nacional devem antecipar as compras natalinas para novembro, aproveitando a semana de promoções. 

Por fim, o estudo atual mostra que, além dos 38,2% que têm intenção de comprar na Black Friday, outros 35,7% dos entrevistados afirmaram que não pretendem consumir e 26,1% estão indecisos. 

SÃO PAULO 

No estado de São Paulo, segundo a ACSP, 40,7% dos entrevistados pretendem comprar na Black Friday. Já 31,9% responderam que não têm intenção de compra na data, enquanto 27,5% ainda não sabem. 

Comparado com os números nacionais, a intenção de antecipar as compras de Natal é um pouco maior, com 26,4% dos entrevistados revelando esse desejo. 

Com relação ao ticket médio, a maioria dos paulistas (57,4%) pretende gastar acima de R$ 400, a exemplo do detectado na pesquisa nacional.

Para Ruiz de Gamboa, o avanço da ocupação, o crescimento da renda e a maior confiança do consumidor explicam a intenção de gastos, que estão maiores que os de edições anteriores da Black Friday.

 

IMAGEM: Thinkstock

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas