ACSP aproxima empresários brasileiros do mundo árabe

Ibrahim Alalawi (dir.), cônsul-geral dos Emirados Árabes, se encontrou com Alfredo Cotait, presidente da ACSP, para debater sobre missão comercial da entidade ao bloco do Oriente Médio

Redação DC
23/Fev/2022
  • btn-whatsapp
ACSP aproxima empresários brasileiros do mundo árabe

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), por meio do seu braço de comércio exterior, a SP Chamber, vai levar empresários brasileiros para os Emirados Árabes Unidos em uma missão comercial programada entre os dias 6 e 12 de março.

Serão levadas 19 empresas, sendo que a prioridade será dada às companhias com atuação nas áreas de alimentos e bebidas, casa e construção, cosméticos, higiene, saúde e limpeza, máquinas e equipamentos e moda. Os interessados podem se cadastrar clicando aqui.

Embora o Emirados Árabes conte com uma população relativamente pequena - 9,9 milhões de pessoas -, ele é formado por países com economias pujantes, como Dubai e Abu-Dhabi, que oferecem grandes oportunidades de negócios para as empresas brasileiras. Esses dois países estão no roteiro da missão comercial da ACSP.

Na última terça-feira (22/02), o cônsul-geral dos Emirados Árabes Unidos, Ibrahim Salem Alalawi, se encontrou com o presidente da ACSP, Alfredo Cotait Neto, para debater as possibilidades abertas pela missão comercial.

“Vejo muitas oportunidades. Estamos apenas começando os negócios”, disse Ibrahim. “Será uma agenda muito movimentada durante a visita aos Emirados Árabes.”

Segundo o cônsul-geral, a cooperação entre ACSP e o consulado abrirá várias portas para empresas brasileiras e do Oriente Médio. “Vamos ter muito trabalho depois que voltarmos da missão para ajudar outras companhias. Essa reunião serve apenas para abrir as portas não só para os Emirados, mas para construir um trabalho amplo de cooperação com a ACSP”, disse Ibrahim.

Em 2020, os países do Emirados Árabes exportaram US$ 734 milhões para o Brasil em artigos como pequenas embarcações, máquinas e equipamentos, entre outros. Na direção oposta, o Brasil vendeu US$ 2,05 bilhões para o bloco.

IMAGEM: ACSP/divulgação

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas