Negócios

Vendas no varejo paulistano crescem 5% na primeira quinzena


Desempenho apontado pelo Balanço de Vendas da ACSP em novembro reforça tendência de recuperação do setor,


  Por Redação DC 16 de Novembro de 2017 às 17:53

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O movimento de vendas do comércio varejista paulistano cresceu em média 5% na primeira quinzena de novembro frente a igual período do ano passado, segundo o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

“O resultado indica que o varejo está crescendo num ritmo mais forte, o que reforça a tendência de recuperação do setor. Deixamos para trás os crescimentos na casa dos 3% para avançarmos de 5% a 6%. São números muito bons, mas precisamos ter cautela porque a base de comparação é fraca. A economia está a nosso favor, mas o cenário político é imprevisível”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Ele adianta que “no restante do mês de novembro, a Black Friday pode incrementar consideravelmente essas taxas”.  

DEMANDA REPRIMIDA  

 

balanço de vendas nov

Na primeira quinzena de novembro (sobre mesmo período de 2016), as vendas a crédito (8%) apresentaram melhor desempenho do que as transações à vista (2%) em função da queda dos juros, do alongamento dos prazos de financiamento, da melhora da confiança do consumidor e da recuperação da massa salarial.

 

“O consumidor passou dois anos sem poder comprar a prazo. Há uma demanda reprimida que, aos poucos, vem à tona”, comenta Burti.

Esses fatores também puxaram o crescimento de 3% nas vendas a prazo, em comparação com a primeira quinzena do mês anterior.

Na contramão, as comercializações à vista registraram recuo sazonal de 9,4%, em função do Dia das Crianças, que estimulou a compra de itens de menor valor (brinquedos e vestuário infantil) em outubro.

O Balanço de Vendas da ACSP é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP com base em amostra fornecida pela Boa Vista Serviços.

IMAGEM: Thinkstock