Economia

Setor aéreo puxa investimentos no Estado de São Paulo


Nos últimos quatro trimestres, a Azul Linhas Aéreas fez aporte de US$ 1,3 bilhão para a compra de 21 aeronaves. No interior, a Qualcomm se destacou ao investir US$ 200 milhões em uma nova planta


  Por Redação DC 18 de Dezembro de 2018 às 18:28

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo (Piesp), realizada pela Fundação Seade, mostra que as empresas paulistas relataram investimentos da ordem dos US$ 3,93 bilhões ao longo do terceiro trimestre do ano.

Mais de 70% do total apurado no período envolveram investimentos em infraestrutura, especialmente no transporte aéreo. Outros 23,6% foram anunciados por empresa industriais, 4,3% por prestadores de serviços e 0,3% pelo comércio.

O valor acumulado nos últimos quatro trimestres (4° trimestre de 2017 até o 3° trimestre de 2018) alcançou o montante de US$ 12,41 bilhões. Nem todos os valores anunciados se confirmam. Segundo a Fundação Seade, a média de confirmações é de aproximadamente 66%.

Entre os investimentos que foram confirmados nesse período acumulado, o maior envolve a Azul Linhas Aéreas, que fechou contrato com a Embraer de US$ 1,3 bilhão para a compra de 21 aeronaves.

Ainda nesse período de quatro trimestres seguidos, o recorte feito entre as empresas instaladas no interior paulista tem entre os destaques a americana Qualcomm, que em parceria com a chinesa USI confirmaram investimento de US$ 200 milhões para a construção de um centro de desenvolvimento de semicondutores e smartphones na região de Campinas no início de 2018.

Do quarto trimestre de 2017 para o terceiro trimestre de 2018 houve uma evolução gradual dos anúncios de investimentos no Estado de São Paulo, subindo de 337 para 408 na comparação entre esses dois trimestres.

Entretanto, pelos dados disponibilizados pela Piesp, ocorreu queda no número de investimentos confirmados nessa mesma comparação, de 226 para 165 agora no último levantamento.

CLIQUE AQUI PARA VER O ESTUDO NA ÍNTEGRA

IMAGEM: Divulgação/Azul