Economia

Preços dos itens de Páscoa podem variar até 150%


Comparamos o valor de sete produtos típicos em sete supermercados de São Paulo. De uma loja para outra, o preço do quilo do bacalhau, por exemplo, oscila de R$ 39,90 a R$ 79,99


  Por Mariana Missiaggia 28 de Março de 2018 às 08:00

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Nesta semana, cerca de 103,9 milhões de brasileiros devem realizar compras para o período de Páscoa. É o que indica uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O mesmo levantamento aponta que 69% dos consumidores pretendem presentear nesta data com chocolates -percentual acima da intenção de compras relatada em 2017 (57%).

Seja para consumo próprio ou para presentear, os consumidores irão se deparar com valores bem diferentes dependendo de onde realizarem suas compras.

Selecionamos alguns produtos normalmente consumidos neste período e comparamos os preços de sete alimentos vendidos em sete supermercados da capital e Grande São Paulo.

A diferença entre os preços do quilo do bacalhau em São Paulo pode levar os consumidores a pagarem o dobro por um mesmo produto, dependendo do local em que o item for comprado.

De sete itens pesquisados, entre eles peixes e chocolates, há alimentos cuja diferença de preço chega a ser maior que o dobro.

Integram a lista da pesquisa itens como azeite, salmão, caixa de bombons, bacalhau, colomba pascal, barra de chocolate e ovo de páscoa. A coleta de preços foi realizada entre os dias 22/03 e 25/03.

Do total dos itens pesquisados, o supermercado Extra, no bairro do Ipiranga, foi o que apresentou a maior quantidade de produtos pelo menor preço (sete itens). Considerando a compra total dos alimentos, a conta sairia por R$ 246,31.

Outras redes varejistas (Pão de Açúcar, Sonda e Walmart) também reuniam os sete alimentos pesquisados. Destes, a unidade do Sonda, em Santo André apresenta a lista de compras mais cara - R$ 275,48 pelos dez itens.

Símbolo gastronômico da Páscoa, o lombo de bacalhau Bom Porto apresenta uma oscilação nos preços de 100%. O menor preço encontrado de R$ 55,92, no Pão de Açúcar. Já o maior preço, de R$ 79,99, foi pesquisado no Sonda.

Um dos itens preferidos entre os consumidores na hora de presentear, a caixa de bombom, é o item com a maior variação de preços constatada pela pesquisa. Em alguns locais, a caixa Favoritos Lacta de 289 gramas chega a ficar 150% mais cara que em outros, já que os preços variam entre R$ 5,49 e R$ 13,69.

Já as barras de chocolate ao leite Classic Nestlé de 100 gramas podem variar até 53%. O valor mais barato (R$ 3,99) foi encontrado no Pão de Açúcar, da Vila Madalena e no Vovó Zuzu, no Parque Dom Pedro II. Enquanto isso, no Sonda, o mesmo produto sai por R$ 6,10.

PREÇOS 2018 X 2017

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, divulgou uma pesquisa de produtos específicos para Páscoa.

Entre os itens estão os bolos de Páscoa, caixas de bombons, ovos de Páscoa e tabletes de chocolate de diversas marcas, tipos e modelos.

Na comparação dos produtos comuns entre as pesquisas de 2018 e 2017 efetuadas no município de São Paulo, constatou-se que houve, em média, acréscimo nos bolos de Páscoa de 1,12%, nos bombons de 3,12% e nos ovos de Páscoa de 4,84%.

Apenas os tabletes de chocolate tiveram decréscimo no preço médio, de -4,25%. O Índice de Preços ao Consumidor – IPCSP da FIPE, referente ao período de março de 2017 a fevereiro de 2018, registrou uma variação de 2,07%.

VENDAS

De acordo com Marcel Solimeo, economista-chefe da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), a expectativa é de que as vendas de itens de chocolate neste período devem crescer 10% ante 5% a 7% para os demais produtos.

FOTO: Thinkstock