Volume de negociações com debêntures cresce 50% até agosto

Volume negociado no mercado secundário nos oito primeiros meses do ano atingiu R$ 32,7 bilhões, de acordo com Anbima

Estadão Conteúdo
25/Set/2018
  • btn-whatsapp

O volume de debêntures negociadas no mercado secundário cresceu 49,6% entre janeiro e agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2017, passando de R$ 21,8 bilhões para R$ 32,7 bilhões, informou a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima).

Desse total, as debêntures incentivadas, emitidas pela lei 12.431 (debêntures de infraestrutura) passaram a representar 35,1% do negociado, alcançando R$ 11,5 bilhões. No mesmo período do ano passado, a participação delas no total negociado era de 28,3%.

Em relação ao número de operações com debêntures no mercado secundário, o avanço nos primeiros oito meses deste ano foi de 48,7%, atingindo 83,9 mil transações. A participação dos papéis incentivados passou de 77%, no mesmo intervalo do ano passado, para 82% (68,8 mil operações).

De acordo com a Anbima, a isenção fiscal para as pessoas físicas fez com que aumentasse o interesse dos investidores pelas debêntures incentivadas, o que favoreceu a pulverização desses papéis e contribuiu para o aumento da liquidez do segmento.

Apenas em agosto, o volume de debêntures negociado no mercado secundário avançou 28%, passando de R$ 166 milhões, em julho, para R$ 212 milhões. Entre as operações, o aumento foi de 5%, totalizando 535 transações no mês, das quais 433 foram com debêntures incentivadas.

IMAGEM: Thinkstock

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas