Varejo paulistano registra alta nas vendas na 1º quinzena de fevereiro

Dados da ACSP mostram crescimento de 6,2% na comparação interanual e de 3,3% sobre igual período de janeiro

Redação DC
21/Fev/2022
  • btn-whatsapp
Varejo paulistano registra alta nas vendas na 1º quinzena de fevereiro

As vendas do varejo da capital paulista cresceram 6,2% nos primeiros quinze dias de fevereiro, na comparação com igual período de 2021, de acordo com balanço da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Na comparação com a primeira quinzena de janeiro, que teve o mesmo número de dias úteis, a alta foi de 3,3%. O resultado não pode ser considerado definitivo para o mês pelo fato de fevereiro ser mais curto que janeiro, pondera Marcel Solimeo, economista da ACSP.

Segundo a ACSP, os resultados positivos são explicados pela maior movimentação na economia, melhora dos indicadores de emprego e abertura total do comércio.

Ainda assim, o Balanço de Vendas da ACSP apontou também que o varejo não se recuperou totalmente das perdas causadas pelo fechamento do comércio.

O resultado da primeira quinzena de fevereiro ficou 0,2% abaixo do obtido em igual período de 2020, portanto, antes da pandemia. “Temos que continuar melhorando para atingir o patamar anterior à pandemia. Não há expectativa de um crescimento significativo porque a economia como um todo não crescerá de forma expressiva”, afirma Solimeo.

Para o economista da ACSP, a inflação ainda preocupa porque limita, especialmente, a compra de bens de menor valor. “O consumo, nesse caso, está baseado em recursos extras injetados na economia, como o Auxílio Brasil e liberação dos recursos do fundo de garantia (FGTS).”

Por outro lado, no caso de bens de maior valor, a alta da taxa de juros prejudica o crediário duplamente. “Primeiro porque encarecem os juros e, portanto, o total da compra. Segundo porque quanto mais alta a taxa de juros, menores são os prazos de financiamento”, explica Solimeo.

 

IMAGEM: Valter Campanato/Agência Brasil

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas