Um raio-x da economia paulista

Pesquisa inédita aponta oportunidades e desafios relacionados à economia paulista. Alimentos, biocombustível, vestuário e confecções lideram as especialidades entre as regiões mapeadas

Redação DC
23/Dez/2019
  • btn-whatsapp
Um raio-x da economia paulista

O Banco do Empreendedor, instituição financeira do Governo de São Paulo, está lançando esta semana o Mapa da Economia Paulista, resultado de um estudo abrangente sobre as características de cada região com o objetivo de colaborar com iniciativas empreendedoras e de investimentos por meio de dados relevantes para a tomada de decisões.

Voltado a empresários, gestores públicos, estudantes e sociedade como um todo, o Mapa encomendado à Fundação Seade, referência na produção de estatísticas socioeconômicas e demográficas, identifica as potencialidades, desafios e oportunidades das 16 Regiões Administrativas (RAs*) de São Paulo e destaca os dados sob uma nova perspectiva.

“Ao mapear os segmentos da indústria mais estratégicos para o estado, passando pelos mais tradicionais até aos mais dinâmicos, tornou-se evidente a importância da inovação no desenvolvimento econômico e social das Regiões Administrativas”, diz Nelson de Souza, presidente da Desenvolve SP.

Para a análise dos setores estratégicos da economia paulista – Alimentos, Biocombustível, Vestuário e Confecções, Couro e Calçados, e Máquinas e Equipamentos - foram considerados importantes indicadores relacionados à Competitividade Regional (geração de empregos), ao Porte das Empresas Locais (por empregados), ao Dinamismo (faturamento das empresas) e ao Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS). De acordo com a metodologia adotada para o estudo, Competitividade e Dinamismo foram os indicadores que determinaram a seleção dos setores.

O estudo também identifica, entre as 16 Regiões Administrativas os 12 “Polos de Desenvolvimento”. De fácil navegação, tanto em dispositivos convencionais como móveis (smartphones e tablets), o Mapa da Economia Paulista possibilita ainda conhecer o histórico socioeconômico de cada RA e fazer comparativos de dados. Para ter acesso à integra do estudo acesse aqui.

FOTO: Pixabay

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas