Sua loja tem refil?

Medidas como reciclagem de resíduos e diminuição do uso de papel e de energia têm o poder de despertar no consumidor o desejo por um consumo mais limpo

Mariana Missiaggia
18/Jan/2022
  • btn-whatsapp
Sua loja tem refil?

Qual é o custo do seu estilo de vida para o nosso planeta? Essa pergunta ronda o pensamento de poucos consumidores frente ao volume de alertas que o mundo sofre em relação a oceanos que estão sendo tomados por lixo, a deterioração ambiental, e tantas outras previsões que condenam a existência humana no médio prazo.

Como lojista, essa pergunta pode gerar outros efeitos: qual é o custo das ações do seu negócio para o nosso planeta?

Medidas como reciclagem de resíduos, diminuição do uso de papel e redução no consumo de energia contribuem com uma empresa mais responsável e sustentável, além de ter o poder de despertar no consumidor o desejo por um consumo mais limpo.

Um estudo da Kantar mostra que entre 2019 e 2020 houve aumento de 11% no número de pessoas na América Latina que aderiram às sacolas reutilizáveis. Outros 5% evitaram usar plástico e 9% pararam de comprar bebidas em embalagens plásticas.

Pode parecer pouco, mas esse é o caminho. Decisões como a da Natura, por exemplo, que foi a primeira empresa brasileira a adotar produtos em refil no país, podem funcionar como gatilhos importantes para o cliente. A partir desse tipo de consumo, outras escolhas menos agressivas ao meio ambiente podem se tornar prioridade para quem compra.

Segundo a Natura, esse tipo de embalagem evita o descarte de 1,6 mil toneladas de resíduos no planeta por ano e, por essa razão, a marca encara o lixo como um problema ambiental que precisa de solução urgente.

De alguns anos para cá, surgiram dezenas de alternativas para evitar o desperdício de materiais, como a reciclagem, o upcycling e o mais recente, chamado de refillution - ou seja, a adoção de refil no varejo.

Nesse sentido, a indústria da beleza se mostra como uma das mais versadas em repensar a maneira como consumimos nossos produtos ou serviços. Solução para a indústria, especialmente de produtos de limpeza, o item vem ganhando espaço no setor da beleza, inclusive entre as marcas de luxo.

Em lojas da França, a The Body Shop instalou, no último ano, mais de 50 estações de refil e pretende levar o modelo para o mundo todo. Em suas prateleiras, potes de alumínio reciclável são vendidos por aproximadamente 2 euros e, entre os produtos disponíveis, a promessa é que o cliente poderá escolher preencher a embalagem com shampoo, condicionador, hidratante ou sabonete líquido a preços bem menores que os das embalagens convencionais.

O desenvolvimento de soluções recicláveis e o número cada vez maior de lojas de produtos sem embalagem são as duas tendências que mais se destacam na indústria mundial de embalagens em 2020, segundo a Mintel, empresa inglesa de pesquisa de mercado.

É justamente o surgimento de um número cada vez maior de lojas independentes baseadas nesse modelo que vem estimulando os varejistas a refletirem sobre como oferecer, nas lojas, soluções de refil simples e atraentes para produtos de marca.

Segundo a Mintel, o reabastecimento na loja, também conhecido como In-store Refill, é a segunda principal tendência mundial para o setor de embalagens.

Olga Kachook, gerente sênior da GreenBlue, organização ambiental americana dedicada ao uso sustentável de materiais na sociedade, diz que o reuso de uma embalagem é mais sustentável que a reciclagem e a compostagem.

Nos próximos anos, os consumidores vão inaugurar uma era de consumo consciente que substituirá a do consumo ostensivo.

Por essa razão, a especialista acredita que as empresas que agirem de forma responsável no quesito sustentabilidade serão recompensadas, com destaque para as marcas que ajudarem o público a compreender o que é realmente melhor em termos ambientais.

Em coro, os estudos da Mintel citam que as fabricantes de embalagens e varejistas mais bem-sucedidos serão aqueles que conseguirem desenvolver, comercializar e utilizar embalagens ecológicas, desenvolvidas com embasamento científico e factual, sem interferência de suposições infundadas nem medo das mídias sociais. Sua marca já começou esse trabalho?

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Abr
Mai
Jun
IGP-M
1,1466
1,1072
1,1070
IGP-DI
1,1353
1,1056
--
IPCA
1,1213
1,1173
--
IPC-Fipe
1,1226
1,1227
--

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
-2,1%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
1,5%
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas