Safra recorde deve acelerar queda da inflação

Para os economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), comportamento do IPCA favorece corte dos juros e retomada da economia

Redação DC
10/Abr/2017
  • btn-whatsapp
Safra recorde deve acelerar queda da inflação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, registrou alta de 0,25% em março, desacelerando em relação a fevereiro (0,33%). Foi a menor taxa para o mês desde o ano 2012.

Esse resultado contribuiu para intensificar a redução da inflação no acumulado em 12 meses, que passou de um aumento de 4,76%, observado em fevereiro, para 4,57%, ficando bem próxima da meta anual (4,5%).

Para a equipe de economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), “a forte desaceleração deverá prosseguir ao longo do ano devido à perspectiva de safra recorde, que continuará produzindo descompressão dos preços dos alimentos, além do elevado grau de ociosidade e da acomodação da taxa de câmbio aos patamares atuais.”

Para os economistas, “a perspectiva é que o IPCA termine o ano abaixo da meta anual de inflação (4,5%), o que poderá reforçar a intensificação da redução da taxa básica de juros por parte do Banco Central durante os próximos meses, ajudando a acelerar a recuperação da economia.”

A principal causa dessa nova desaceleração do IPCA foi a menor pressão dos
preços de educação. Por sua vez, os alimentos apresentaram alta de 0,34%, bem abaixo da elevação registrada em março do ano passado (1,24%).

IGP-DI

No caso do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), houve deflação de 0,38% no mesmo mês, levando o resultado acumulado em 12 meses a recuar de 5,26% em fevereiro para 4,41%, em março.

Esse último resultado reflete a forte descompressão dos preços das matérias
primas, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), seu principal
componente, que diminuiu de 5,35% para 4,14%, respectivamente.

Essa descompressão pode ser explicada fundamentalmente pelo comportamento dos preços das matérias primas agrícolas que, na mesma base de comparação, de acordo com o IPA AGRO, apresentaram queda de 1,23%. 

O aumento dos preços das matérias-primas industriais, medido pelo IPA IND, também desacelerou, embora levemente, em março (6,11%), em relação ao anotado no mês anterior (6,42%).

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas