Recuperação da economia continua em marcha lenta

Incerteza política, a elevada taxa de desemprego e o agravamento da crise internacional dos países emergentes são os alguns dos principais fatores que impedem a retomada

Instituto Gastão Vidigal
31/Ago/2018
  • btn-whatsapp
Recuperação da economia continua em marcha lenta

O crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 1,0% no segundo trimestre ante igual período do ano passado, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) confirma o cenário de lenta recuperação da atividade sinalizado pelo resultado do primeiro trimestre, principalmente devido à incerteza política, que reduz a confiança do setor produtivo, e a elevada taxa de desemprego. 

Sendo o PIB a soma de todos os bens e serviços produzidos e consumidos no País, seu desempenho deve ser analisado em termos de seus componentes de demanda e de oferta. 

LEIA MAIS:  Economia ainda está morna, à espera das eleições

Pelo lado da oferta, pode ser observado que a agropecuária reduziu as perdas, enquanto a indústria, o comércio e os serviços apresentaram desaceleração, refletindo a greve dos caminhoneiros.

Do ponto de vista da demanda, o consumo das famílias continuou apresentando crescimento modesto, refletindo o elevado desemprego e o fraco desempenho tanto do crédito como da renda familiar.

Os investimentos produtivos e em infraestrutura (formação bruta de capital fixo) mostraram estabilidade na comparação com o primeiro trimestre, provavelmente em função da elevada incerteza eleitoral, enquanto as exportações mudaram de sinal em decorrência da paralisação dos transportes, da“quebra” de safra e do cenário externo mais incerto. Já as importações também arrefeceram, em linha com a lenta recuperação da economia.

Em resumo, não há perspectiva de mudança dessa situação para o restante do ano, considerando, ademais, o agravamento da crise internacional que atinge a vários países emergentes,
especialmente a Argentina, e a guerra comercial entre Estados Unidos e China. 

FOTO: Thinkstock

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas