Pequenos negócios apostam na retomada econômica, diz Boa Vista

Pesquisa do birô de crédito mostra que 56% dos micro e pequenos empresários do Comércio e de Serviços pretendem realizar investimentos ainda neste ano

Redação DC
07/Dez/2021
  • btn-whatsapp
Pequenos negócios apostam na retomada econômica, diz Boa Vista

A confiança de micro e pequenos empresários em relação à retomada da economia e suas perspectivas de novos investimentos vem crescendo, segundo pesquisa realizada pela empresa de inteligência analítica Boa Vista.

De acordo com o levantamento, ao final do 3º trimestre de 2021, 63% dos representantes dos setores do comércio e de serviços estavam mais otimistas com o desempenho dos seus negócios em comparação ao primeiro trimestre deste ano, quando foi registrado um percentual de 59%.

A pesquisa aponta ainda que 56% dos empresários consultados pretendem realizar investimentos em seus negócios até o fim de 2021. Deste total, 6 em cada 10 irão apostar em novos produtos e também em tecnologia da informação. Outros 51% pretendem aplicar em mão de obra qualificada.

Também foi registrado aumento significativo na expectativa de aumento no faturamento. No 3° trimestre de 2020 esse índice era de 42% e este ano, 60% esperam conseguir alavancar os lucros.

Junto à necessidade de investir para gerar crescimento, o estudo também apresenta que 49% dos empresários esperam diminuição relevante no nível de endividamento de suas empresas: 38% acreditam que os índices devem cair, 30% receiam que ocorra crescimento, e outros 32% apostam na sua estabilidade.

A pesquisa da Boa Vista apontou estabilidade na intenção de demanda por crédito. Ao final do 3º trimestre de 2020, o registro foi de 46%, o mesmo apontado em 2021.

Neste universo de 46%, a contratação de crédito terá por objetivo garantir o capital de giro, com 41% das menções, praticamente o mesmo patamar do 3 º trimestre de 2020 (42%). Outros 16% declaram ter como prioridade o pagamento das dívidas.

“A pesquisa mostra que há uma expectativa positiva crescente entre os empresários. Os setores de comércio e serviços estão retomando o folego para investir, contratar e voltar aos patamares pré- pandemia. Notamos também uma estabilidade na intenção de tomar crédito, o que demonstra cautela, muito em linha ao cenário atual de juros altos e renda mais baixa, e de uma conjuntura econômica e política mais complexa que se desenha para 2022”, afirma Flávio Calife, economista da Boa Vista.

 

IMAGEM: Pixabay

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
--
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas