Natura emite R$ 1 bilhão para alongar dívida

Resultado foi afetado por custos com a transformação da The Body Shop e despesas financeiras da aquisição da marca

Estadão Conteúdo
28/Ago/2018
  • btn-whatsapp
Natura emite R$ 1 bilhão para alongar dívida

O conselho de administração da Natura, fabricante de cosméticos, aprovou a realização de uma nona emissão de debêntures (títulos da dívida), não conversíveis em ações da companhia, no valor total de R$ 1 bilhão. Os recursos serão destinados ao refinanciamento de dívidas da companhia.

De acordo com comunicado divulgado na segunda-feira (27/08), serão emitidas 100 mil debêntures, em três séries, sendo que a quantidade a ser emitida em cada uma será definida de acordo com a demanda.

O valor unitário das debêntures será de R$ 10 mil. As debêntures terão prazos que vão variar de dois a quatro anos. A emissão será realizada com data de 21 de setembro.

De abril a junho, a Natura teve lucro líquido de R$ 31,8 milhões, queda de 80,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

LEIA MAIS: O Boticário é a empresa mais admirada do varejo

A companhia informou que o resultado foi afetado por custos com a transformação da The Body Shop e despesas financeiras da aquisição da marca.

Excluindo esses efeitos, o lucro operacional ajustado teria sido de R$ 230,5 milhões, contra os R$ 210,6 milhões obtidos no segundo trimestre de 2017.

A Natura teve receita líquida consolidada de R$ 3,1 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 53% ante igual período de 2017. No semestre, a receita foi de R$ 5,79 bilhões, expansão de 54,2% em relação ao ano passado.

NO MUNDO

O presidente da Natura, João Paulo Ferreira, afirmou que a companhia está preparando a marca para "ir ao mundo". Ele afirmou que a incorporação das marcas internacionais The Body Shop e Aesop pode "ajudar a levar a Natura para o mundo através da combinação de diversos canais de venda".

Ferreira participa do Latam Retail Show, evento que reúne empresas do setor varejista em São Paulo.

O presidente da Natura afirmou que a companhia está aprendendo a "expressar a marca" em novas geografias. Atualmente, a companhia já possui lojas com a marca Natura na França, nos Estados Unidos, na Argentina e no Chile. Já as marcas The Body Shop e Aesop estão em cerca de 70 países, afirmou.

Ferreira destacou ainda como um dos esforços da companhia a expansão das vendas em farmácias. A companhia atualmente já oferece algumas linhas de produtos em redes de farmácias parceiras. A iniciativa começou com a oferta de itens da linha Sou em drogarias das redes Raia e Drogasil.

"Estamos aprendendo com gente que entende como funciona esse canal (farmácia), quais as marcas que melhor se expressam. É um formato que oferece conveniência e também informação técnica", comentou. "Estamos planejando e vamos avançar muito em breve", concluiu.

 

 

Matérias relacionadas

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas