Mogianos já pagaram R$ 166 milhões em impostos

Valor registrado pelo Impostômetro no primeiro semestre de 2017 é 13% superior ao do mesmo período do ano passado

Redação Facesp
04/Jul/2017
  • btn-whatsapp
Mogianos já pagaram R$ 166 milhões em impostos

Balanço do primeiro semestre aponta R$ 166,8 milhões em impostos pagos pelos mogianos de 1 de janeiro a 30 de junho. O valor corresponde a uma elevação de 13% na comparação com o montante registrado no mesmo período de 2016.

Os dados são do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo, que nesta segunda-feira (03/07) atingiu R$ 1,1 trilhão em tributos, taxas e contribuições pagas por todos os brasileiros. A marca foi registrada 19 dias antes do que em 2016, o que indica o avanço da carga tributária de um ano para outro. 

Em Mogi das Cruzes, no primeiro semestre de 2016 o total de impostos pagos correspondeu a R$ 147, 9 milhões. Agora em 2017, no mesmo período (1º de janeiro a 30 de julho) foram pagos R$ 18,9 milhões a mais pelos mogianos em tributos federais, estaduais e municipais.

“Mesmo com toda essa crise que enfrentamos e o alto índice de desemprego, o Brasil continua com uma das maiores cargas tributárias do mundo e, por isso mesmo, não há qualquer espaço para se pensar em mais impostos para ajudar o País a sair da recessão.

Se faz necessário um corte efetivo de gastos do governo e, o quanto antes, a reforma tributária”, destaca Marco Zatsuga, presidente da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC).

Dados da pesquisa Indicadores de Varejo, divulgada nesta semana pela ACSP, mostram que a Região do Alto Tietê, onde está localizada Mogi das Cruzes, fechou o primeiro quadrimestre do ano com uma retração de 7,6% nas vendas do varejo. As razões para esse desempenho são o maior desemprego e a menor disponibilidade de crédito, que tornam ainda mais lenta a recuperação do comércio.

“A alta tributação num período de consumo e vendas estagnadas compromete ainda mais a recuperação dos setores produtivos”, avalia o presidente da ACMC.

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas