Inflação de julho é a mais elevada para o mês desde 2002, diz IBGE

Em 12 meses, o IPCA acelerou para 8,99%, ante uma meta central de 3,75% perseguida pelo Banco Central

Estadão Conteúdo
10/Ago/2021
  • btn-whatsapp
Inflação de julho é a mais elevada para o mês desde 2002, diz IBGE

A alta de 0,96% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em julho foi o maior resultado para o mês desde 2002, quando subiu 1,19%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) neta terça-feira, 10/08.

A taxa de julho também foi a mais elevada no ano de 2021. O resultado fez a taxa de inflação em 12 meses atingir o maior patamar desde maio de 2016, quando estava em 9,32%. Em julho de 2020, o IPCA ficou em 0,36%.

Como consequência, a taxa acumulada pelo IPCA em 12 meses acelerou de 8,35% em junho para 8,99% em julho, ante uma meta central de 3,75% perseguida pelo Banco Central este ano.

O IPCA acumulado em 12 meses está acima do teto da meta para este ano, que seria de 5,25%. O centro da meta perseguida pelo Banco Central para o ano é de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto para cima ou para baixo (de 2,25% a 5,25%).

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas