Indicador de tendência da economia cai 1,3% em março

Das oito séries componentes do indicador, seis contribuíram para a queda. Destaque para o Índice de Expectativas do Consumidor e do setor de Serviços, que cederam, respectivamente, 9,7% e 4,2%

Estadão Conteúdo
15/Abr/2019
  • btn-whatsapp
Indicador de tendência da economia cai 1,3% em março

O Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) para o Brasil fechou o mês de março com queda de 1,3% em relação a fevereiro, a 116,4 pontos, informou o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) e o The Conference Board (TCB).

Das oito séries componentes do indicador, seis contribuíram para a queda. Destaque para o Índice de Expectativas do Consumidor e do setor de Serviços, que cederam, respectivamente, 9,7% e 4,2%.

Na mesma base de comparação, o Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE), que mensura as condições atuais da economia, apresentou ligeira alta de 0,2%, aos 103,2 pontos.

"O resultado do ICCE em março reforça a percepção de uma retomada lenta no nível de atividade", diz o economista do Ibre/FGV Paulo Picchetti.

"A queda observada em todos os componentes de expectativas do IACE sinaliza que este ritmo de recuperação não deve acelerar nos próximos meses", avalia.

FOTO: Thinkstock

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas