Impostos de assustar até bruxa

Produtos nas compras para o Halloween ultrapassam 40% dos preços, informa a Associação Comercial de São Paulo (ACSP)

Redação DC
30/Out/2018
  • btn-whatsapp
Impostos de assustar até bruxa

O Dia das Bruxas ou Halloween, comemorado nesta quarta-feira (31/10), vai ser de assustar, principalmente no que se refere à carga tributária de artigos tradicionais dessa festa.

Para se ter uma ideia, 43,93% do preço de uma máscara são de impostos. Outras tributações de arrepiar são da luva (40,85%), da dentadura de vampiro (40,09%), do chapéu (33,95%) e da fantasia (33,91%). As informações estão em levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

O item mais tributado da lista, encomendada pela ACSP ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), é a cerveja (55,6%).

Depois vêm maquiagem (51,41%), caldeirão (45,77%), decoração (45,68%), refrigerante (44,55%) e luz negra (44,54%). Guloseimas para a brincadeira do trick-or-treat ("doce ou travessura" ou "gostosuras ou travessuras" em português), o cenário é amargo; as cargas tributárias do chocolate e da bala são de 38,6% e 36,54%, respectivamente.

“Para que os impostos não sejam de arrepiar nos próximos anos, o novo governo precisa fazer ajustes efetivos e frear o déficit das contas públicas. Os brasileiros são pagadores das maiores taxas de impostos da América Latina. Enquanto no País a carga tributária varia entre 32% e 33% do PIB, a mesma média é de apenas 21% em outros países da região”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Para ele, será moderado o movimento nas lojas de comércio popular e as vendas devem se concentrar em itens de pequeno valor, geralmente pagos à vista, como acessórios.

IMAGEM: Pixabay

 

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas