IGP-M acumula alta de 24,25% em 12 meses

Prévia do indicador, usado para reajuste de contratos de aluguel, mostra inflação de 3,05% em novembro

Agência Brasil
18/Nov/2020
  • btn-whatsapp
IGP-M acumula alta de 24,25% em 12 meses

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel no país, registrou inflação de 3,05% na segunda prévia de novembro deste ano. A taxa é superior aos 2,92% observados na segunda prévia de outubro, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado da segunda prévia de novembro, o IGP-M acumula taxa de inflação de 24,25% em 12 meses, acima dos 20,56% acumulados na segunda prévia de outubro.

A alta da taxa de outubro para novembro foi puxada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado e que registrou taxa de 3,98% em novembro, acima dos 3,75% de outubro.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, teve queda na taxa de inflação, ao passar de 0,71% na prévia de outubro para 0,51% na prévia de novembro. A inflação do Índice Nacional de Custo da Construção também caiu, de 1,50% em outubro para 1,38% em novembro.

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas