Fraco crescimento da renda prejudica retomada do comércio

Economistas da Associação Comercial de São Paulo esperam um avanço mais robusto do setor este ano. Em 2019, a alta foi de apenas 1,8%, inferior ao desempenho dos dois anos anteriores

Instituto Gastão Vidigal
13/Fev/2020
  • btn-whatsapp

Em dezembro, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas do varejo restrito (que não inclui veículos e material de construção) cresceram 2,6%, frente ao mesmo mês de 2018 (ver tabela abaixo), enquanto no ampliado (que inclui todos os segmentos) a alta foi de 4,1%.

Ao longo de 2019, ambos tipos de varejo apresentaram expansão do volume comercializado (1,8% e 3,9%, respectivamente), porém, inferior à observada nos dois anos anteriores, em linha com as projeções do Instituto de Economia Gastão Vidigal da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que apontava para uma elevação de 1,9% nas vendas do varejo restrito.

Essa desaceleração se explica pelo fraco crescimento da renda das famílias, em um contexto de elevado desemprego e avanço da informalidade, tornando os efeitos positivos da redução dos juros e da liberação do FGTS-PIS/PASEP insuficientes para retirar os consumidores de sua atitude de cautela.

Nesse sentido, foi o segmento de hipermercados e supermercados, um dos segmentos mais importantes do conjunto considerado pelo IBGE, o principal responsável pela perda de fôlego das vendas, especialmente no fim do ano, devido à grande elevação do preço da carne.

Em síntese, as vendas do varejo apresentaram desaceleração em relação aos dois últimos anos, não permitindo compensar as perdas sofridas nos anos de recessão.

A perspectiva para 2020 é de continuidade de alta, mas uma recuperação mais robusta ainda é um desafio, dependendo basicamente do comportamento dos juros e do crédito, do andamento das reformas e do tempo de duração e extensão do surto do coronavírus.

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas