Fiscais da Receita entram em greve na quarta-feira

Os trabalhos nas aduanas em portos, aeroportos e postos de fronteira serão paralisados por 24 horas

Estadão Conteúdo
24/Out/2017
  • btn-whatsapp
Fiscais da Receita entram em greve na quarta-feira

Com a alegação de que o acordo salarial da categoria não está sendo cumprido pelo governo, os analistas-tributários da Receita Federal irão cruzar os braços por 24 horas na quarta-feira, 25.

De acordo com o Sindireceita, durante a greve de um dia, não haverá atendimento aos contribuintes. Ou seja, não serão emitidas certidões negativas ou de regularidade, não haverá processo de restituição ou compensação, e nem regularização de débitos ou pendências. Os servidores também não irão analisar processos de cobrança e não haverá orientações aos contribuintes.

A categoria também irá paralisar por um dia o trabalho nas aduanas em portos, aeroportos e postos de fronteira. A greve irá afetar os serviços das alfândegas e inspetorias, travando despachos de exportação, a verificação das mercadorias e o embarque de suprimentos. Além disso, também não haverá operações especiais de vigilância e repressão nesta quarta-feira.

"O sindicato defende que, se permanecer esse estado de indefinição e instabilidade (sobre o acordo salarial), provocará uma desestruturação do órgão, que é responsável pela Administração Tributária Federal. De forma clara, objetiva e transparente, os analistas-tributários defendem uma Receita Federal que privilegie a eficiência e a eficácia do órgão, com o aproveitamento pleno da mão de obra qualificada de seus servidores", afirmou o Sindireceita, por meio de nota.

IMAGEM: Thinkstock

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Fev
Mar
Abr
IGP-M
1,1612
1,1477
1,1466
IGP-DI
1,1535
1,1557
1,1353
IPCA
1,1054
1,1130
1,1213
IPC-Fipe
1,1033
1,1096
1,1226