Em clima de Natal, shoppings incluem até os pets na programação

Os grandes centros de compras se preparam para a data de vendas mais importante do ano com ações que envolvem mais de R$ 500 mil. Há opções de decoração mais em conta para espaços comerciais menores

Mariana Missiaggia
14/Nov/2023
  • btn-whatsapp

As tradicionais fotos em família com o Papai Noel já estão acontecendo nos shopping de São Paulo. Preparados para o Natal, os centros comerciais estão otimistas com relação às vendas de fim de ano e alguns têm expectativa de alta de até 12% nas comercializações.

Com espaços instagramáveis, campanhas promocionais, espetáculos e até paradas com personagens, nos últimos anos, os empreendimentos também abriram espaço para os animais de estimação, oferecendo trono, área e brinquedos pensados exclusivamente para eles.

Nos bastidores disso tudo, as empresas responsáveis pela decoração dos centros comerciais movimentam milhões no final do ano atendendo aos mais de 800 shoppings do país em operações grandiosas.

Um projeto decorativo de Natal desse porte não sai por menos de R$ 500 mil e começa a ser planejado em fevereiro, segundo Mathias Cipolatti, responsável pelo setor de design da Cipolatti. 

Para galerias e pequenos centros há opções mais em conta, com preço mínimo de R$ 150 mil.

Representante da terceira geração de um negócio fundado por sua avó Conceição, em 1980, Mathias detalha a corrida dos empreendimentos para ver quem faz o Natal mais clássico, tecnológico, mais divertido para crianças e que, enfim, consiga atrair mais pessoas dispostas a gastar. 

“Uma decoração bem feita atrai pessoas e gera esse clima de presentear", diz.

Trono para pet e cenário para animais de estimação tirarem fotos com Papai Noel são destaque nos shoppings de SP

 

Para fazer a magia acontecer, Mathias revela que cerca de mil funcionários trabalham simultaneamente do início de outubro até o primeiro dia de novembro, quando a maioria dos shoppings já amanhecem com uma nova roupagem e aquela sensação de que tudo aconteceu "do dia para a noite".

Este ano, a Cipolatti entregou 95 espaços públicos para a data, como a Rodoviária do Tietê - totalizando quase 13 mil metros cúbicos de decoração de Natal. Nessa lista, a grande maioria é composta pelos shoppings, mas também há praças, prefeituras e parques no Brasil, Angola e países da América do Sul.

O cronograma é apertado. Em fevereiro, março e abril a Cipolatti abre o showroom para que os clientes possam escolher a decoração. Fechados os projetos, começa o layout 3D e a preparação da festa durante o ano todo. 

Nesse meio tempo, surge outro trabalho importante, segundo Mathias. Clientes que trocam o tema no meio do caminho, peças que precisam ser repintadas em outro tom e ainda há questões logísticas. Neste ano, por exemplo, a seca severa que afeta o rio Amazonas tem dificultado a navegação, o que afeta o transporte de cargas, estando entre elas as decorações da Cipolatti para shoppings de Manaus e Rondônia.

Depois de entregue, a empresa segue no trabalho de manutenção dos enfeites. Em São Paulo, o maior deles é o Shopping Aricanduva, na zona Leste, que leva 30 dias para serem montados.

Com o tema “Natal do Reino Encantado das Borboletas”, o Shopping Anália Franco, também na zona Leste da capital paulista, deu início à festividade com a chegada do Papai Noel, chuva de 3 mil balões e a distribuição de pipocas, algodão-doce e maquiadores que transformaram as crianças em borboletas mágicas com acessórios de cabelo, asas, maquiagens, pinturas de cabelo e facial.

Aos finais de semana e feriados, os corredores do empreendimento receberão paradas com personagens como cogumelos, mãe natureza, homem fauno, borboletas, flores e rena ao som de uma banda. Além disso, há muitos espaços para renovar o álbum de fotos da família.

Pensando nessa interação, a Cipolatti também tem se especializado em criar ambientes adaptados para visitantes com baixa visão, como uma mesa tátil que reproduz a textura da decoração e opções para criar um ambiente acolhedor para crianças neuroatípicas, que muitas vezes se sentem hiperestimuladas nesses espaços.

Com muitas novidades tecnológicas nos cenários, Mathias aponta que a tecnologia tem sido cada vez mais presente nos pedidos dos empreendimentos, mas não é protagonista. De acordo com ele, há um resgate importante do analógico. Assim, parquinho com balanço, escorregador, roda gigante, carrossel e trenzinho entram com grande relevância.

Além disso, brinquedos que promovem o contato físico e atividades que envolvem toda a família ganham prioridade. Por essa razão, o designer entende que o Natal também acaba por gerar um clima repetitivo.

"As pessoas querem sair de casa para sentir esse espírito que é despertado com um Papai Noel com traje tradicional, a poltrona vermelha e uma árvore verde", diz.

Manoel Alves Lima, arquiteto e design estratégico para varejo, concorda. Manoel destaca que muitos clientes lhe perguntam como deve ser a atmosfera da loja nessa época do ano - promocional ou institucional?

Para o especialista, a resposta é fácil. Trata-se de uma época de louvor, agradecimento, alegria e de prestação de contas. E por preceder o encerramento de um ciclo, o melhor a se dizer seria: "obrigado por ter nos prestigiado o ano todo com a sua presença. Queremos estar junto de vocês no próximo ano. Boas festas para toda a sua família". 

Na palavras de Manoel, essa é a mensagem capaz de emocionar, encantar e traduzir uma intenção sincera de respeito e admiração que toda marca deveria ter pelo seu público. E isso não se transmite com placas de ofertas e liquidação, mas sim com todo o acolhimento que é próprio de uma decoração de Natal bem produzida. 

Com árvores decoradas, simulador digital, passagens secretas e animais em movimento, a decoração “Fábrica dos Sonhos”, do Shopping SP Market, na zona Sul da cidade de São Paulo, coloca em pauta a inclusão social e mostra que todo mundo é bem-vindo e especial nessa celebração.

No desfile, pessoas de todas as idades, de lugares diferentes e com talentos únicos se juntam para criar uma parada natalina. E o elenco é bem diverso, com muitos corpos, cores, gêneros, origens e perfis diferentes.

O trono pet estará disponível, permitindo que os membros peludos da família participem das festividades natalinas. Além do trono pet, haverá uma programação dedicada às famílias com animais de estimação, incluindo sessões de fotos temáticas e brindes especiais.

De acordo com Eduardo Kaminitz Peres, presidente da Multiplan, o maior grupo do setor de shoppings, a expectativa é que as vendas de fim de ano nos centros de compras do grupo cresçam até 12% em comparação com as de igual período do ano passado.

Já a Confederação Nacional do Comércio (CNC) espera para esse ano um faturamento 5% maior na comparação com o de igual período de 2022, isso considerando o varejo em geral, com shoppings e lojas de rua.

 

IMAGENS: Divulgação

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas