Carnaval é oportunidade para conquistar clientes

Para garantir boas vendas nas festas, empresários devem treinar equipe, oferecer combos e favorecer o ritmo do folião

Agência Sebrae
08/Fev/2018
  • btn-whatsapp
Carnaval é oportunidade para conquistar clientes

Foi no carnaval de 2012 que a empresária Lúcia Nunes iniciou as operações da Colombina, em Recife. O ateliê de fantasias e acessórios tem “espírito folião” e também funciona como loja, abrindo as portas aos clientes, no período que antecede a festa.

“Reforçamos o time de atendimento. Junta os parentes, irmãos, sobrinhos, vira uma força-tarefa para dar conta dos pedidos”, conta a empreendedora, que antecipou em três meses o planejamento e produção do estoque.

“Pensamos carnaval o ano todo. No primeiro semestre, a gente estuda e pesquisa. No segundo, enquanto as pessoas estão focadas no Natal, a gente já entra na linha produtiva”, acrescenta Lúcia, que espera um incremento de 20% nas vendas de fantasias este ano.

Planejar a produção com antecedência é uma das apostas que garantem sucesso ao desempenho das empresas durante a festa de Momo.

“É preciso ter um mix de produtos alinhado à proposta carnavalesca, focada no que é fresco, leve, básico e confiável. Os foliões não voltariam em uma loja que vendeu fantasia rasgada, nem na lanchonete com o sanduíche vencido ou que pesou no estômago durante a festa”, diz Enio Pinto, especialista em empreendedorismo do Sebrae.

 De acordo com Enio, o carnaval pode ser uma grande oportunidade para conquistar e fidelizar novos clientes.

“O empresário deve ter uma preocupação constante para não atrapalhar a dinâmica e o ritmo do folião-cliente. Esse pensamento deve nortear todas as ações, desde e preparo da equipe, do espaço de venda e do produto”, afirma.

“Se o bloco de rua passa em frente à sua loja, por exemplo, mesmo que o folião não vá comprar naquela ocasião, é simpático disponibilizar o banheiro para seu futuro cliente”.

Confira dicas para conquistar clientes no carnaval:

 

  1. Equipe:
  • O time de atendimento deve ser identificado – para facilitar visualização em lojas de maior movimento;
  • Vale engajar e motivar os funcionários, até com melhoria de comissão, para que sintam-se estimulados a trabalhar em um período festivo;
  • A equipe deve ser treinada para atuar em momentos de pico, de modo a atender às necessidades do cliente com agilidade e eficiência.

 

  1. Produto/Serviço:
  • Oferecer combos e kits ajuda a cativar o cliente. Exemplo: ao comprar a bermuda, leva também uma máscara ou kit de maquiagem com glíter;
  • Serviços de hospedagem podem oferecer mimos como adereços carnavalescos, confetes e serpentinas;
  • Lojas de roupas devem se preocupar em repor o estoque com a grade completa de tamanhos e cores para não frustar os clientes;
  • Inovar na apresentação. Exemplo: ao vender sanduíche na rua, ofereça álcool em gel para a higiene das mãos.

 

  1. Local:
  • Ponto de venda deve ser organizado, pois organização remete à velocidade no atendimento e resulta em melhores vendas;
  • Uma ornamentação cuidadosa, sem poluição, agrada aos olhos e atrai clientes.

FOTO: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas