Batatais abriu 486 postos de trabalho de janeiro a maio

Em maio as empresas contrataram mais do que demitiram, gerando o saldo positivo de 61 novos empregos formais O setor agropecuário tem impulsionado as contratações no município

Redação Facesp
23/Jun/2017
  • btn-whatsapp
Batatais abriu 486 postos de trabalho de janeiro a maio

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho na última terça-feira, dia 20, apontam que no mês de maio as empresas de Batatais contrataram 431 empregados e demitiram 370, gerando um saldo de 61 novos empregos formais. As profissões que mais contrataram foram de trabalhador agropecuário em geral, com 51 admissões e 25 desligamentos, com saldo de 26 vagas de emprego. Os demais cargos que apresentaram saldo positivo foram motoristas de caminhões, com 12 vagas de emprego, revisor de tecidos acabados e orientador educacional com saldo de 11 vagas cada, e costureiro de confecções em série com saldo de 10 vagas.

Entre os meses de janeiro a maio as empresas do município efetuaram 2.337 admissões contra 1.851 desligamentos, apresentando um saldo de 486 vagas de emprego, sendo o melhor resultado desde o ano de 2012. No mesmo período (janeiro a maio), do ano de 2012 o saldo foi de 402 empregos, em 2013 o saldo foi de 357 empregos, no ano de 2014 o saldo foi de 232 empregos, em 2015 o resultado foi o pior de todos os tempos com um saldo negativo de 344 empregos, e em 2016 o saldo foi positivo com 89 novos empregos. No dia 1º de janeiro deste ano Batatais possuía 15.102 vagas de empregos e atualmente possui 15.588 empregos formais.


O Estado de São Paulo no mês de maio apresentou o melhor resultado de todo o país com 382.450 admissões e 365.224 desligamentos, tendo um saldo de 17.226 empregos, o que corresponde a 50,3% do número de empregos criados em todo o Brasil. No acumulado de janeiro a maio o Estado de São Paulo, efetuou a contratação de 1.877.561 e demitiu 1.818.799 empregados, ficando com um saldo positivo de 58.762 empregos. No dia 1º de janeiro deste ano o Estado de São Paulo tinha 11.926.700 empregos formais, em 2.438.328 estabelecimentos. No final de maio o Estado contava com 11.985.462 empregos formais, o que corresponde a 31,3% de todos os empregos do Brasil.

O Brasil abriu 34.253 empregos formais em maio, tendo 1.242.433 admissões e 1.208.180 demissões. No acumulado de janeiro a maio o pais admitiu 6.121.708 empregados e desligou 6.096.475 apresentando um saldo positivo de 25.233 empregos formais. Segundo dados do Caged no dia 1º de janeiro deste ano o Brasil tinha 8.182.382 estabelecimentos, que empregava 38.320.321 trabalhadores. Atualmente o País tem 38.345.554 empregos formais.

Os números refletem a forte deterioração do mercado de trabalho que ocorreu em meio à recessão econômica. Ainda que sinais de recuperação comecem a despontar, a retomada consistente das contratações deve demorar, uma vez que as empresas têm capacidade ociosa.

A taxa de desemprego brasileira ainda continua alta, com 13,6 %, o que corresponde a mais de 14 milhões de pessoas sem uma colocação. Os dados apresentados do ano demonstram uma estabilidade na economia e o emprego volta a dar sinais de recuperação. 
 
Luiz Carlos Figueiredo
ACE Batatais

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
--
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas