Negócios

Pequenos negócios têm captação recorde em janeiro no BNDES


Segmento respondeu por 56% dos R$ 3,9 bilhões desembolsados pelo banco. Comércio e serviços se destacaram, recebendo R$ 1,1 bilhão em recursos no mês


  Por Agência Brasil 27 de Fevereiro de 2018 às 19:13

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O segmento de micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) respondeu por 56% dos R$ 3,9 bilhões desembolsados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no mês de janeiro deste ano, o que corresponde a R$ 2,2 bilhões.

A participação é recorde, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (27/02) pela instituição. Somente as médias empresas, com faturamento médio anual de até R$ 300 milhões, responderam por 29,5% dos recursos liberados pelo banco no mês, somando R$ 1,13 bilhão, expansão de 59%.

No acumulado dos últimos 12 meses, compreendidos entre fevereiro de 2017 e janeiro de 2018, os desembolsos do BNDES atingiram R$ 69,9 bilhões, mostrando crescimento de 9% para as MPMEs, para as quais foram destinados R$ 29,6 bilhões no período.

LEIA MAIS: Pequenos negócios ajudam a segurar empregos com carteira assinada

Segundo o banco, o aumento da participação das MPMEs nas liberações está atrelado a programas que atendem de maneira prioritária esse segmento da economia.

Destaque para a linha Finame, que financia a aquisição de máquinas e equipamentos, cujos desembolsos foram de R$ 1,1 bilhão em janeiro, acumulando R$ 19,4 bilhões em 12 meses, alta de 11%.

Outro exemplo é o programa BNDES Giro, que ajuda as empresas a superar momentos de crise, que desembolsou R$ 558 milhões em janeiro, somando R$ 7 bilhões em 12 meses, com expansão de 124%.

SETORES 

Por setores, comércio e serviços foi o destaque em janeiro, recebendo R$ 1,1 bilhão do BNDES, aumento de 5% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, o setor de infraestrutura se sobressai, com liberações no total de R$ 26,8 bilhões, incremento de 6%.

Para isso, contribuiu especialmente o desempenho do setor de energia elétrica, cuja alta atingiu 48%, somando desembolsos de R$ 14,1 bilhões, informou o BNDES.

LEIA MAIS: Empreendedor das periferias ganha mais opções de crédito

A Região Nordeste continua sendo o destaque nos desembolsos do banco, com um total de R$ 1,13 bilhão em janeiro, expansão de 96%.

O Nordeste aparece ainda como a única região do país com crescimento nas liberações de recursos do BNDES nos últimos 12 meses (+29%), com total de R$ 14,7 bilhões no período.

FOTO: Thinkstock