Economia

Riqueza global cresceu 66% em 20 anos


Estudo do Banco Mundial pondera, porém, que a renda per capita não acompanhou este movimento


  Por Estadão Conteúdo 31 de Janeiro de 2018 às 08:15

  | Agência de notícias do Grupo Estado


A riqueza global cresceu 66% entre 1995 e 2014, para um total de US$ 1,14 quatrilhão, de acordo com levantamento do Banco Mundial.

No entanto, embora tenha aumentado a produção de recursos na maioria dos países, a renda per capita não acompanhou este movimento.

Segundo o documento, a parcela da riqueza mundial produzida por países de renda média está crescendo - aumentou de 19% para 28% entre 1995 e 2014.

Por sua vez, a participação dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) caiu de 75% para 65%.

"Essa mudança reflete em grande parte o aumento fenomenal da Ásia, que passou da maioria status de renda baixa a média (com exceção do Nepal) em uma geração", diz o relatório.

Além de medidas tradicionais, como o Produto Interno Bruto (PIB), o relatório utiliza outras ferramentas para medir o progresso econômico e a sustentabilidade dos países.

São levados em consideração dados como capital natural, humano e produzido, bem como ativos externos líquidos. O estudo conta com informações de 141 países.

"Ao construir e promover o capital humano e natural, os países de todo o mundo podem fortalecer a riqueza. O Banco Mundial está acelerando seus esforços para ajudar os países a investir mais e de forma mais efetiva na população", afirma o presidente do grupo do Banco Mundial, Jim Yong Kim.

Em relação à renda média, o Banco Mundial notou que o movimento é um processo muito lento. "Além do baixo ritmo de crescimento dos países de renda média da África Subsaariana, vários países ricos no Oriente Médio e de membros da OCDE foram afetados pela crise financeira a partir de 2009", comenta a instituição.

FOTO: Thinkstock