Wine passa a aceitar pagamentos com bitcoins

Ao escolher a forma de pagamento, um QR Code é gerado e o consumidor consegue finalizar a compra de forma simples e rápida, bem semelhante ao que já é feito via PIX

Redação DC
22/Abr/2022
  • btn-whatsapp
Wine passa a aceitar pagamentos com bitcoins

Cada vez mais inserido nas relações de consumo, os bitcoins começam a ganhar visibilidade entre as marcas. Os clientes que fizerem compras no aplicativo da Wine, clube de assinatura e importação de vinhos, já podem escolher a opção como forma de pagamento.

A operação, desenvolvida em parceria com a Redecoin, fintech do grupo SCF Brazil, foi pensada para melhorar a experiência dos consumidores e trazer ainda mais inovação para a plataforma.

“Sabemos que os consumidores estão cada vez mais conectados e as criptomoedas já fazem parte do dia a dia de grande parte deles. Resolvemos investir nessa inovação para trazer uma experiência ainda mais completa para nossos sócios e clientes e também porque acreditamos que, em um futuro próximo, essa forma de pagamento será frequente”, diz Clayton Freire, Diretor de Tecnologia da Wine.

Após escolher o bitcoin como forma de pagamento, será gerado um QR Code e o consumidor poderá efetuar a compra de forma simples e ágil, bem semelhante ao que já é feito via PIX.

"Criar uma experiência de compra única, sem ruídos de comunicação e com o mínimo de fricção ao longo de todo processo de compra ajuda os usuários a selecionar os produtos, finalizar e pagar direto pelo celular de forma rápida e fácil”, afirma Freire.

O aplicativo da Wine vem ganhando cada vez mais destaque no mercado e, hoje, 7 em cada 10 compras nas lojas físicas da Wine são feitas pelo canal. “Nosso consumidor é extremamente conectado”, diz o CTO da empresa.

PAGAMENTO COM CRIPTOMOEDAS

Em janeiro deste ano, a 48ª edição da feira calçadista Couromoda, trouxe como destaque tecnologias para acelerar o varejo. Uma das novidades apresentadas pela Tech Store foia a ferramenta que permite o pagamento das compras via criptomoedas.

Inédita no varejo, a solução desenvolvida pela especialista em meios de pagamento Shipay, em parceria com a Data System, pode ser usada na plataforma de e-commerce. Ou seja, donos de lojas físicas ou e-commerces podem oferecer a opção de pagar artigos em geral com bitcoins.

Ao adotar a solução, o lojista só precisa abrir uma conta digital na CoinPayments, processadora de pagamentos via criptomoedas integrada à Shipay, explica o sócio-fundador Charles Hagler.

A ideia, segundo Rubens Neinstein, gerente de negócios da CoinPayments, é que esse seja o primeiro passo para popularizar o ativo no varejo não só como fonte de investimento, mas como algo útil para usar nas compras.

Com capilaridade que ultrapassa 500 mil estabelecimentos no país, a solução deve dar acesso ao consumidor, que fará esse pagamento via QR Code, e ao dono do estabelecimento, pequeno, médio ou até de grande porte, a um universo de mais de 100 criptomoedas (Bitcoin, Ethereum, Binance, USDC, Bitcoin Lightning, Dash, entre outras).

Hagler lembra que, se o consumidor escolhe pagar em criptomoeda, o estabelecimento decide se recebe em real ou cripto. A conversão é simultânea, e a taxa é de 0,5% para o varejista, "mais barato que as maquininhas", reforça.

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Os impactos da IA no mercado de trabalho

Confira como foi a festa dos 100 anos do DC