Vendas de eletrônicos devem aumentar no 1º semestre

Empresas do ramo consultadas pela Abinee, em janeiro, esperam aumento de 81% nas encomendas dos primeiros seis meses deste ano

Estadão Conteúdo
01/Mar/2018
  • btn-whatsapp
Vendas de eletrônicos devem aumentar no 1º semestre

A maioria das empresas do setor de eletroeletrônico acredita em aumento das vendas este ano, já no primeiro semestre.

Uma sondagem da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) em janeiro indica que 83% das empresas consultadas esperam aumento das vendas e encomendas este ano, sendo 81% nos primeiros seis meses. E ainda 75% dos consultados prevê crescimento ainda no primeiro trimestre do ano.

"O resultado da sondagem indica a tendência de otimismo das empresas, que voltou a ganhar fôlego já em 2017, parece estar se consolidando", diz o presidente da Abinee, Humberto Barbato, por meio de nota.

A intenção de contratação também cresceu, de 12% em dezembro de 2017 para 19% em janeiro, ao passo que o número de empresas que pretende diminuir o quadro de funcionários caiu de 18% para 10% no período.

Quanto à capacidade instalada, janeiro caiu ante dezembro, de 77% para 75%, mas o dado representa seis pontos percentuais acima de janeiro de 2017.

Ainda de acordo a Abinee, as expectativas para o mês de fevereiro de 2018 são positivas, com 63% das empresas consultadas esperando aumento de vendas.

FOTO: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas