Venda de veículos novos cresce 3,09% em setembro

Fenabrave revisa projeção para 2018 e espera vender 2,079 milhões de autos

Estadão Conteúdo
02/Out/2018
  • btn-whatsapp

O resumo mensal de vendas de veículos automotores da Fenabrave, entidade que congrega as revendedoras, para o mês de setembro mostra que foram vendidas no período 173,193 unidades. Na comparação com agosto, quando foram vendidas 203,911 unidades, verifica-se uma queda de 15,06%.

No confronto de setembro com o mesmo mês do ano passado, houve um crescimento de 3,09%. Em setembro de 2017 foram colocadas 167,997 automóveis novos nas ruas do País. No acumulado do ano até setembro, as vendas de veículos novos somaram 1.511.537 unidades, número 12,12% superior às 1.348.175 unidades vendidas no mesmo período do ano passado.

A soma de autos e veículos leves vendidos em setembro foi de 204.733 unidades. Esse número é 14,42% a menor que as 239.227 unidades vendidas no mês imediatamente anterior, 5,77% acima das 193.557 unidades vendidas em setembro do ano passado. No acumulado do ano foram vendidas 1.779.675 unidades, o que mostra um aumento de 13,10% sobre as 1.573.508 vendidas de janeiro a setembro de 2017.

As vendas de caminhões em setembro somaram 6.704 unidades. Este número é 9,89% menor que as 7.440 unidades vendidas em agosto e 47,60% superior às 4.542 unidades vendidas em setembro do ano passado. No acumulado do ano até setembro foram vendidos 53.147 caminhões, o que mostra crescimento de 50,37% acima 35.344 unidades vendidas em no mesmo período de 2017.

De ônibus foram vendidas 1.913 unidades em setembro ante 1.954 em agosto, mostrando queda 2,10% na margem. Em relação a setembro do ano passado, quando foram vendidas 1.105 ônibus, houve crescimento de 73,12%. Já no acumulado do ano, quando fora vendidos 13.264 ônibus, houve um crescimento de 21,91% sobre as 10.880 unidades vendidas em igual período do ano passado.

PROJEÇÃO

A Fenabrave revisou em setembro suas projeções para as vendas neste ano de 2.039.736 unidades na previsão anterior feita em julho, com crescimento de 9,9% sobre o total registrado no ano passado, para 2.079.530 unidades, o que levará a um crescimento de 12%.

A revisão não considera tratores e colheitadeiras, já que estes não são licenciados, disse o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.

Quando se soma aos autos os veículos leves, a projeção foi revista de 2.383.184 unidades para 2.430.788, o que levará a um aumento de 11,9% sobre o total de vendas de autos e leves no ano passado.

A explicação para a revisão das vendas para cima são o aumento da confiança do consumidor, queda da taxa básica de juros e redução da inflação.

TRATORES  

A Fenabrave trabalha com a previsão de vendas de 42 mil unidades de tratores e colheitadeiras neste ano, com um crescimento de 1,20% sobre o total vendido no ano passado.

Essa projeção resulta de revisão feita em setembro sobre a previsão de julho, que apontava para um total de vendas neste ano de 41.600 unidades. A previsão de julho já embutia um crescimento de 0,24% sobre as vendas de 2017.

De acordo com os executivos da Fenabrave, o aumento de vendas está associado à redução da taxa básica de juros, inflação e aumento da confiança dos compradores.

IMAGEM: Thinkstock

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
--
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas