Taxa de desemprego recua a 11,2% em fevereiro, aponta IBGE

Apesar da queda, 12 milhões de pessoas ainda estão desocupadas no país

Agência Brasil
31/Mar/2022
  • btn-whatsapp
Taxa de desemprego recua a 11,2% em fevereiro, aponta IBGE

A taxa de desocupação no país atingiu 11,2% no trimestre móvel de dezembro de 2021 a fevereiro deste ano. O índice é inferior ao observado no trimestre findo em novembro (11,6%) e também no trimestre encerrado em fevereiro do ano passado (14,6%).

O dado, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), foi divulgado nesta quinta-feira, 31/03, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A população desocupada também recuou e chegou a 12 milhões de pessoas no trimestre encerrado em fevereiro, 3,1% abaixo do trimestre anterior (encerrado em novembro), ou seja, 389 mil pessoas a menos. Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado (encerrado em fevereiro de 2021), a queda foi de 19,5%, ou menos 2,9 milhões de pessoas.

A população ocupada (95,2 milhões) manteve-se estável em relação ao trimestre anterior, mas cresceu 9,1% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado.

INFORMALIDADE

O País alcançou uma taxa de informalidade de 40,2% no mercado de trabalho no trimestre até fevereiro de 2022. O mercado de trabalho registrou 38,326 milhões de trabalhadores atuando na informalidade no período, segundo os dados do IBGE.
 
Em um trimestre, houve uma redução de 252 mil pessoas atuando como trabalhadores informais. "A queda do trabalho por conta própria foi decisiva para a diminuição na população ocupada informal. A queda do conta própria, que é parcela significativa do setor informal, fez com que a população informal recuasse", apontou Adriana Beringuy, coordenadora de Trabalho e Rendimento do IBGE.
 
O contingente de trabalhadores por conta própria atuando na informalidade, ou seja, sem CNPJ, encolheu em 354 mil pessoas em apenas um trimestre.

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas