Taxa de desemprego fica em 12,4% no trimestre

Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,6%

Estadão Conteúdo
29/Mar/2019
  • btn-whatsapp
A taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,4% no trimestre encerrado em fevereiro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados na manhã desta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O resultado ficou abaixo da mediana de 12,5% do intervalo de expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast e acima do piso das previsões, de 12,3%. O teto do intervalo era a 12,6%. 

Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,6%. No trimestre até janeiro de 2019, o resultado ficou em 12,0%. 

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.285 no trimestre encerrado em fevereiro. O resultado representa alta de 0,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. 
 
LEIA MAIS: Aumento do emprego depende da reforma da Previdência

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 205,416 bilhões no trimestre até fevereiro, alta de 2,0% ante igual período do ano anterior.

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas