Shoppings esperam alta de 16% nas vendas de Natal

Segundo a Abrasce, a associação do setor, o tíquete médio previsto para a data é de R$ 219, o que representa um valor 11,2% superior ao de 2020

Estadão Conteúdo
17/Dez/2021
  • btn-whatsapp
Shoppings esperam alta de 16% nas vendas de Natal

As vendas nos shoppings no Natal de 2021 devem ter uma alta nominal de 16% na comparação com 2020, chegando a R$ 5,6 bilhões. A projeção se refere às vendas entre os dias 19 e 25 de dezembro, e foi divulgada nesta sexta-feira, 17/12, pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

O comércio nos shoppings deve resultar em um tíquete médio de R$ 219, o que representa um valor 11,2% maior que os R$ 197 do ano passado e 17,7% superior ao registrado em 2019, quando as vendas médias foram de R$ 186 - sinalizando que a inflação foi sentida pelo setor.

A expectativa dos shoppings é que o fluxo de pessoas seja 17% superior ao observado em 2020 - naquele momento o setor funcionava com restrições.

Em termos de vagas de trabalho, os centros de compras registraram um incremento de 11% ao quadro atual de funcionários. Estima-se que o setor conte com 100 mil trabalhadores a mais no Natal de 2021.

 

IMAGEM: Newton Santos/DC

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas