Refis de micro e pequenas empresas deve ser sancionado em 4 de janeiro

Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae, afirma que, por conta de acordo, não haverá vetos na matéria

Estadão Conteúdo
19/Dez/2017
  • btn-whatsapp
Refis de micro e pequenas empresas deve ser sancionado em 4 de janeiro

O Refis das micro e pequenas empresas, aprovado no último dia 13 pelo plenário do Senado, deve ser sancionado em 4 de janeiro, de acordo com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, após acerto realizado junto ao presidente Michel Temer. Segundo Afif, por conta do acordo feito não haverá vetos na matéria.

Para aderir ao programa, as empresas terão de pagar entrada de 5% do valor da dívida, que poderá ser dividida em até cinco parcelas consecutivas.

O saldo restante após a entrada poderá ser pago de três formas diferentes: à vista, com desconto de 90% em juros e 70% em multa; parcelado em 145 meses, com abatimentos de 80% e 50%, respectivamente; e em 175 meses, de 50% e 25%. O prazo de adesão será de 90 dias, contados após a promulgação da lei.

Segundo Afif, "o mundo das pequenas empresas está otimista e vai contratar".

O presidente do Sebrae afirmou ainda que as micro e pequenas empresas estavam ameaçadas de extinção, e lembrou que 600 mil delas foram notificadas pela Receita de que se não acertassem seus débitos sairiam do regime Simples. 

LEIA MAIS:  Confira quem poderá sem MEI em 2018 e... quem será impedido 

FOTO: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas