Qual a origem do OXXO, mercadinho que dominou São Paulo?

A rede mexicana tem mais de 300 pontos espalhados pelo Estado e mantém uma estratégia agressiva de abrir uma unidade por dia no país

Marina Nascif
23/Jun/2023
  • btn-whatsapp
Qual a origem do OXXO, mercadinho que dominou São Paulo?

Quem mora ou trabalha na região central de São Paulo certamente notou a presença cada dia mais constante de lojas da OXXO. A rede de mercados tem chamado atenção por sua expansão agressiva no país, com média de abertura de uma loja por dia. Na América Latina, a rede tem aproximadamente 19 mil lojas. Em São Paulo, são mais de 300 pontos espalhados pelo Estado.

Na capital paulista, a OXXO focou em bairros de grande circulação, próximos de estações de metrô ou terminais de ônibus. Por enquanto, a maior concentração está na região central da cidade.

Essa rede de mercados pertence à empresa que se consolidou como a maior engarrafadora da Coca-Cola no mundo, a Fomento Económico Mexicano (Femsa), que abriu sua primeira loja OXXO em 1978, na cidade de Monterrey, no México. 

A varejista mexicana chegou ao Brasil em dezembro de 2020 a partir de uma parceria comercial estratégica entre Femsa e a brasileira do ramo de energia Raízen, joint venture batizada de Grupo Nós.

Embora pareça, a entrada da OXXO no Brasil não aconteceu de forma tão repentina. A Femsa expressava essa vontade desde 2011. A ideia era que as primeiras lojas começassem a ser inauguradas no país em, no máximo, cinco anos, mas o projeto não saiu do papel.

Apenas em agosto de 2019 a Femsa anunciou a parceria com a Raízen, que é uma das maiores distribuidoras de combustíveis do país, dona dos postos Shell. Por R$ 561 milhões, os mexicanos adquiriram metade da divisão de conveniências da Raízen, que é responsável pelas lojas Select.

O crescimento acelerado da rede e o nome incomum aos brasileiros chegou a virar meme nas redes sociais. Oficialmente, a OXXO tem usado a pronúncia “Óquisso” no Brasil, e para fixar o nome tem feito campanhas usando mídias sociais e as fachadas das lojas.

O slogan na fachada das lojas busca explicar como se pronuncia OXXO - Óquisso -, nome que travou a língua dos brasileiros e gerou inúmeros memes nas redes sociais

 

Além da pronúncia, o que muita gente não sabe é o significado do nome da marca.  Segundo a empresa, os dois xises do nome são uma referência ao símbolo de porcentagem (%%), para trazer a ideia de preços baixos

CRESCIMENTO DO MERCADO DE PROXIMIDADE 

A estratégia OXXO se baseia em apostar no potencial do varejo de proximidade. Já consolidado, o modelo se encaixa no varejo estruturado e se apropria do espaço do varejo tradicional.

O relatório “Consumer Insights”, da consultoria Kantar, mostrou que desde 2019, enquanto os supermercados tiveram uma queda de participação no total do setor supermercadista, o faturamento das lojas de proximidade cresceu. 

Com cenário favorável, a OXXO alcançou números capazes de intrigar a concorrência. No primeiro trimestre de 2022, o Grupo Nós registrou receita de R$ 96,2 milhões, um crescimento de 179% comparado ao mesmo período do ano anterior, de acordo com relatório trimestral da Femsa.

A pandemia também pode ter impulsionado o crescimento do varejo de proximidade. Um levantamento da Allis Field Marketing, realizado em 2021, mostrou uma alta de 20% na procura por mercados perto da moradia.

Por aqui, a empresa mexicana precisa enfrentar o Grupo Pão de Açúcar, que possui cerca de 241 lojas físicas das marcas Minuto Extra e Minuto Pão de Açúcar, e o Carrefour Brasil, com 145 lojas Express que seguem a mesma estratégia da OXXO, com mercadinhos próximos de lugares estratégicos, pequenos e essenciais.

Tentando escapar de mais desafios para expandir o negócio, a OXXO conta com terceirizados para distribuição de itens de hortifruti e padaria, buscando reduzir custos logísticos. O tamanho reduzido, que barateia o aluguel dos pontos, também ajuda a manter o crescimento sustentável.

 

IMAGENS: OXXO/divulgação