Presentes típicos de Dia dos Namorados têm até 80% de tributos embutidos

Do preço final do perfume importado, por exemplo, 78,99% são impostos, taxas e contribuições

Redação DC
30/Mai/2022
  • btn-whatsapp

Levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostra que o consumidor disposto a presentear no Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho, estará sujeito a uma tributação que pode representar 80% do valor do item comprado.

Um produto típico adquirido na data, o perfume importado, tem 78,99% de tributos embutidos no valor final. Isso significa que se o item é vendido por R$ 400, aproximadamente R$ 316 correspondem a impostos, taxas e contribuições.

Os artigos produzidos em território nacional também são altamente tributados. A maquiagem nacional, por exemplo, possui carga tributária de 51,41%.

Os dados têm como base o Impostômetro, painel da ACSP que mede em tempo real os impostos, taxas e contribuições pagos à União, estados e municípios.

O economista da ACSP Marcel Solimeo lembra que a alta carga tributária não será o único desafio dos consumidores na hora de presentear seus namorados. “Tudo o que compõe o preço final do produto, especialmente neste ano, vai chamar a atenção também pelos efeitos da inflação em alta, que corrói o poder de compra dos consumidores”.

A lista de produtos que, normalmente, é mais demandada na data revela ainda que bebidas, como champanhe, vinho importado e nacional, são altamente taxados com 59,49%, 69,73% e 54,73%, respectivamente.

Confira abaixo a tributação de itens típicos do Dia dos Namorados:


 
IMAGEM: Leonardo Rodrigues/DC

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas