Para 42% das empresas, só 10% do faturamento vêm do on-line

Pesquisa da Boa Vista aponta a baixa representatividade desse canal, mas dá as pistas para buscar oportunidades esse momento de isolamento social causado pelo coronavírus

Redação DC
31/Mar/2020
  • btn-whatsapp

Com o isolamento social causado pelo coronavírus, a tendência é de aumento das compras no comércio eletrônico nos próximos meses. Porém, as empresas que possuem baixa representatividade das vendas on-line já estão tendo de procurar alternativas para se adequarem a esta realidade e à mudança de comportamento do consumidor.

Em pesquisa sobre essa representatividade realizada com 350 empresas de todo o Brasil entre janeiro e fevereiro, a Boa Vista constatou que 39% das empresas utilizam a internet para negócios e apenas 38% possuem site próprio.lu 

LEIA MAIS:  Magalu lança plataforma digital para MPEs continuarem a vender

Para 42% das empresas brasileiras, o comércio on-line ainda representa até 10% do faturamento total. 22% das empresas afirmam que faturam de 10% a 30% com vendas na web, enquanto 36% têm de 30% a 100% do seu faturamento a partir do e-commerce. 

Das empresas entrevistadas, 39% afirmam que realizam negócios on-line e 38% possuem site próprio. Dentre os que afirmam realizar negócios, 47% fazem vendas, 12% compras e 41% vendas e compras.

Ainda dentro desta parcela das empresas, 39% realizam negócios por meio de veículos próprios (e-mail + site próprio), e 61% utilizam sites de terceiros. 

DIFICULDADES PARA FAZER NEGÓCIOS ON-LINE

A Boa Vista questionou as empresas sobre as principais dificuldades enfrentadas para fazer negócios on-line, e 18% apontam a falta de conhecimento sobre o comércio digital como o maior obstáculo. Outras 16% sentem dificuldades de comunicação para atingir seu público-alvo, além da escassez de mão de obra qualificada (15%).

Com soluções para a transição do off para o online, como o onboarding digital (uma validação cadastral que gera segurança para a empresa e uma boa experiência para o cliente no momento da compra), e uma plataforma de segmentação de público que permite identificar pessoas mais propensas a utilização de meios digitais, a Boa Vista também auxilia as empresas gerando relatórios - inclusive às de pagamento contidas no Cadastro Positivo.

FOTO: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas