Multiplan reporta alta de 6,9% nas receitas de estacionamento no 1º tri

O crescimento compensou a alta mais modesta nas receitas de locação, de 1,1% no período

Estadão Conteúdo
26/Abr/2024
  • btn-whatsapp
Multiplan reporta alta de 6,9% nas receitas de estacionamento no 1º tri

O balanço da Multiplan no primeiro trimestre do ano superou as projeções do mercado devido a uma combinação de ganhos de eficiência e avanço de receitas em diferentes linhas do balanço, com destaque para o aplicativo Multi. Esse movimento compensou a estabilidade da receita de locação no período.

A avaliação é do vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da Multiplan, Armando D'Almeida. "Superamos as estimativas porque tivemos ganhos de eficiência e bom desempenho do 'mix' de receitas", afirmou.

As despesas de propriedades da companhia caíram 5,8% na comparação entre o primeiro trimestre de 2024 e o mesmo intervalo de 2023, ficando em R$ 43 milhões. A melhora foi decorrente do aumento da ocupação dos shoppings, que diminui as despesas de condomínio, e queda na inadimplência dos lojistas.

Outro ponto importante foi o comportamento do "mix" de receitas, com a ampliação do faturamento com prestação de serviços, estacionamentos, aplicativo e venda de imóveis compensando a estabilidade da receita de aluguel de espaços aos lojistas, principal negócio da empresa de shoppings.

"O crescimento da receita de locação foi mais modesto, devido ao efeito negativo do IGP-DI (índice que reajusta os contratos e tem mostrado recuos seguidos), mas isso não impediu o crescimento do resultado como um todo. Tivemos menores despesas nos shoppings e ganhos nas outras linhas de receitas", frisou D'Almeida.

A receita de locação cresceu apenas 1,1%, para R$ 388,5 milhões, praticamente estável na comparação anual. Por outro lado, a receita de estacionamento subiu 6,9%, para R$ 68,2 milhões, devido ao aumento no fluxo de veículos e tarifas maiores.

A receita de venda de imóveis dobrou, para R$ 22,2 milhões, pelo reconhecimento contábil das vendas do empreendimento Golden Lake, em Porto Alegre. E receita de serviços avançou 11,3%, para R$ 39,6 milhões.

SURPRESA POSITIVA

A grande surpresa no trimestre foi a linha "outras receitas", que saltou 518%, para R$ 34,7 milhões.

O grosso dessa expansão veio de parcerias feitas pela Multiplan com empresas de "tag" de cobrança automática, que passaram a operar nos estacionamentos dos shoppings.

Desde o ano passado, a Multiplan já retirou a cancela de 19 dos 20 shoppings, adotando o sistema de cobrança automática via aplicativo Multi (free flow).

"Essa linha de 'outras receitas' trouxe uma surpresa boa. As parcerias neste trimestre geraram uma receita não recorrente muito importante, vinda, principalmente das empresas de 'tag' que querem estar no acesso de free flow", disse D'Almeida.

Atualmente, cerca de 44% dos pagamentos de estacionamentos já são feitos pelo aplicativo. "Não queremos forçar ninguém a nada. Quem quiser pode pegar o tíquete de estacionamento e pagar no totem. Mas é cada dia mais comum usar o aplicativo para tudo".

O Multi teve alta de 84% no volume de acessos na comparação anual, chegando a 5,5 milhões, o que tem animado a empresa em sua aposta no aplicativo.

"Temos visto um crescimento muito forte do aplicativo. As pessoas usam não só para pagamento de estacionamento, mas também pelo programa de fidelidade, benefícios e promoções diversas, reservas de restaurantes e acompanhamento do dia a dia dos shoppings", contou o vice-presidente da Multiplan.

 

IMAGEM: divulgação

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas