Morador de Franca trabalha cinco meses para pagar impostos

Ao todo, serão 26 anos de sua vida economicamente ativa dedicados a quitar tributos, revela estudo do Instituto de Economia da Associação do Comércio e Indústria de Franca (Acif)

Redação Facesp
24/Out/2018
  • btn-whatsapp
Morador de Franca trabalha cinco meses para pagar impostos

Levantamento realizado pelo IE-ACIF (Instituto de Economia da Associação do Comércio e Indústria de Franca) mostrou que, em um ano, o francano trabalha 5 meses para pagar impostos.

O cálculo levou em consideração o rendimento médio dos empregados formais do município de Franca -distante 401 quilômetros da capital paulista -e a tabela de Imposto de Renda disponibilizada pelo Governo Federal.

Ainda de acordo com o estudo, o trabalhador francano levará 26 anos de sua vida economicamente ativa para pagar seus tributos. Neste caso, o cálculo considera o início da aptidão ao trabalho, 16 anos, e a expectativa de vida da população local: média de 78 anos.

“O estudo do IE-ACIF mostrou que estamos na 33ª posição no ranking de cidades médias do Estado de São Paulo que mais pagam impostos. A lista conta com 67 municípios com população entre 100 e 500 mil habitantes”, afirma o presidente da ACIF, Dorival Mourão Filho. “Para se ter uma ideia, até esta sexta-feira (19/10), Franca já havia contribuído com mais de R$ 159 milhões em impostos, conforme o Impostômetro. Esta alta carga tributária aplicada no Brasil é um fator de empecilho ao empreendedorismo e pesa sobre o consumo das famílias, forte motor da economia.”

LEIA MAIS: Impostômetro bate em R$ 1,9 tri

Os segmentos do consumo com maior incidência de impostos são: higiene e perfumaria, com carga tributária média de 45,65%; eletroeletrônicos, 44,18%; peças e acessórios de veículo, 44,04%; equipamentos domésticos, 43,14% e combustíveis, 42%.

Já os itens de supermercado aparecem em 6º lugar do ranking, com carga tributária de 39% sobre o valor final do produto (confira tabela com os itens de supermercado mais tributados e seus preços nas gôndolas de Franca, no primeiro semestre).

O IE-ACIF foi às ruas conversar com a população e a pesquisa constatou que apenas 3% dos entrevistados sabia, de fato, quanto tempo de trabalho, por ano, era necessário para pagar impostos. Quando perguntados, 59% afirmou ter conhecimento, mas o número de meses dito em sequência não era correto. 38% afirmou, desde o princípio, desconhecer a informação.

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas