Mercado imobiliário tem desempenho positivo no 1° tri

No período, os lançamentos cresceram 23,9% e as 1,9%, na comparação com 2018

Estadão Conteúdo
24/Mai/2019
  • btn-whatsapp
Mercado imobiliário tem desempenho positivo no 1° tri

Os lançamentos e vendas de imóveis cresceram no primeiro trimestre no País, de acordo com pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

No acumulado de janeiro a março, os lançamentos totalizaram 18.811 unidades, apontando um acréscimo de 23,9% frente ao mesmo período do ano passado. Em 12 meses, os lançamentos somaram 113.620 unidades, desempenho 34% superior ao informado nos 12 meses anteriores. 

Somente em março foram lançadas 13.144 unidades - praticamente o dobro do lançado no mesmo mês do ano anterior (6.458 unidades). Em termos absolutos, segundo a Abrainc, os comparativos trimestrais refletem melhor as tendências do mercado que os mensais.

VENDAS 

Já as vendas totalizaram 26.729 unidades no acumulado de janeiro a março deste ano, com expansão de 1,9% em relação ao reportado em igual período do ano anterior.

Em 12 meses foram vendidas 115 625 unidades, representando alta de 2,5% em relação aos 12 meses anteriores. Em março, as vendas de imóveis novos totalizaram 11 562 unidades, ante 7.401 unidades vendidas em março do ano passado.

Em nota, a associação destaca também a queda expressiva na relação entre distratos e vendas. Esse indicador encerrou os últimos 12 meses em 21,2%, em razão do declínio de 25,6% no volume de unidades distratadas e ao aumento das vendas no período. 

O desempenho implica em uma queda de 8 pontos em relação à média calculada para os 12 meses precedentes (29,2%), e uma redução de 21,8 pontos em comparação à média de 2016, ano em que a relação distratos-vendas atingiu o patamar recorde de 42,6%.

SEGMENTOS

Considerando somente os segmentos residenciais, que incluem empreendimentos de Médio e Alto Padrão (MAP) e empreendimentos classificados no programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), os lançamentos avançaram 37% e as vendas 3,2% nos últimos 12 meses

Em termos de participação, a maior parte dos lançamentos residenciais (79%) e das vendas residenciais (70,7%) realizadas nos últimos 12 meses correspondeu a unidades comercializadas no âmbito do MCMV, ao passo que os empreendimentos MAP foram responsáveis por 21% das unidades residenciais lançadas e 29,3% das unidades residenciais vendidas.

ESTOQUE

No fim de março, o mercado imobiliário contava com 120.539 unidades novas disponíveis para venda, montante praticamente estável (+0,3%) em relação ao registrado um ano antes. Considerando o ritmo atual de vendas, seriam necessários 16,7 meses para liquidar esse estoque.

Os dados da pesquisa abrangem imóveis novos (na planta, em obras e recém-construídos) dos segmentos residencial, comercial e loteamentos, desenvolvidos por 20 empresas associadas à Abrainc, com atuação espalhada pelo País e concentração na Região Sudeste.

 

IMAGEM: Pixabay

 

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas