Marcelo Noronha é o novo presidente do Bradesco

Ele substitui Octavio de Lazari Junior, que passará a compor o Conselho de Administração da instituição financeira

Estadão Conteúdo
23/Nov/2023
  • btn-whatsapp
Marcelo Noronha é o novo presidente do Bradesco

O Banco Bradesco informou nesta quinta-feira, 23/11, que o seu Conselho de Administração, acatando recomendação do Comitê de Nomeação e Sucessão, promoveu Marcelo de Araújo Noronha ao cargo de diretor-presidente em substituição a Octavio de Lazari Junior, que terá seu nome submetido, oportunamente, para integrar o Colegiado.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o banco destaca que a indicação de Marcelo decorreu da sua vasta experiência profissional adquirida ao longo de mais de 38 anos no mercado financeiro, 20 dos quais dedicados à Organização Bradesco.

O novo diretor-presidente tem 58 anos e iniciou sua carreira bancária em 1985, no Recife. Transferiu-se para São Paulo em 1994 e, antes de ingressar no Bradesco, trabalhou na diretoria do Banco Bilbao Vizcaya Argentaria Brasil até 2003. Foi, também, diretor-presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) entre 2013 e 2017.

Noronha vinha exercendo, nos últimos oito anos, o cargo de diretor vice-presidente, cumulativo com outros que ocupa e continuará ocupando em empresas da Organização. O executivo é formado em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com especialização em finanças pelo IBMEC - Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais e Advanced Management Program - AMP pelo IESE - Instituto de Estudios Empresariales da Universidade de Navarra, em Barcelona.

Segundo o banco, Lazari segue compondo os principais comitês de assessoramento do Conselho de Administração e a sua nomeação ao cargo de membro do órgão será divulgada ao mercado e submetida à homologação do Banco Central do Brasil.

FOCO EM RESULTADOS

O novo presidente do Bradesco sinalizou que a sua gestão será focada em resultados e que tem consciência da missão ao assumir a liderança do segundo maior banco privado do Brasil. "O mercado é muito competitivo e exige múltiplas capacidades de todos nós. Com os pés no chão, tenho consciência da minha missão. E não será diferente dessa vez", disse o executivo, em nota distribuída pelo banco.

De acordo com Noronha, o Bradesco tem uma estrutura organizacional e cultura corporativa que oferecem os "pilares centrais de uma gestão focada em resultados". "Tenho visão plena das decisões relevantes que me aguardam, e o tamanho da carga das expectativas dos clientes, colaboradores e acionistas do Bradesco", acrescentou.

NOVA ERA

O presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, afirmou que a nomeação de Marcelo Noronha para presidir o banco tem como objetivo uma nova era no conglomerado em meio a um cenário desafiador sob as óticas de eficiência operacional, competitividade e regulação.

"A mudança tem o propósito de iniciar um ciclo de projetos e objetivos estratégicos robustos para os próximos anos", afirmou Trabuco, em nota à imprensa. "O contexto de mercado é absolutamente desafiador, do ponto de vista da eficiência operacional, aumento da competitividade e ambiente regulatório", acrescentou.

Sem entrar nos detalhes na razão que levaram à troca de comando no banco, Trabuco disse que cada geração de executivos tem o seu "momento de maturação, ritos de passagem e patrimônios acumulados como legado". "O momento representa um cenário propício para dar visão renovada aos movimentos necessários em direção aos objetivos colocados pelo Conselho de Administração do Bradesco", afirma Trabuco.

Ele, que presidiu o banco por quase uma década antes de assumir o comando do colegiado, teceu ainda elogios ao novo presidente do Bradesco. "Marcelo Noronha apresenta carreira consistente, sólida, e acreditamos que suas prerrogativas serão adequadas e compatíveis à conjuntura econômica e às exigências do mercado", diz.

 

IMAGEM: Abecs/redes sociais

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas