Inflação do aluguel cai 0,01% em setembro

No ano, o IGP-M acumulou elevação de 4,09% e, em 12 meses, passou de 4,95% até agosto para 3,37% no período até setembro, de acordo com a FGV

Estadão Conteúdo
27/Set/2019
  • btn-whatsapp
Inflação do aluguel cai 0,01% em setembro

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) caiu 0,01% em setembro, reduzindo o ritmo de queda frente à taxa negativa de 0,67% em agosto, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

No ano, o IGP-M acumulou elevação de 4,09% e, em 12 meses, passou de 4,95% até agosto para 3,37% no período até setembro. O resultado do IGP-M foi composto por uma queda do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), de 0,09%, embora menos intensa do que no mês anterior (-1,14%), e também do Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M), de 0,04% (ante alta de 0,23%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M), por sua vez, avançou de 0,34% para 0,60% entre agosto e setembro.

IPAs

Os preços dos produtos agropecuários no atacado (IPA agropecuário) avançaram 1,52% em setembro ante uma deflação de 0,60% em agosto dentro do IGP-M. Em 12 meses, os produtos agropecuários acumulam alta de 1,82% e, de janeiro a setembro de 2019, de 5,57%.

Já o IPA industrial continuou em deflação, embora em ritmo reduzido: de 1,31% em agosto para 0,61% nesta divulgação. Em 12 meses, o setor tem alta de 3,63% nos preços e, no acumulado do ano, de 4,32%.

Considerando os estágios de produção, as Matérias-Primas Brutas tiveram a maior redução no ritmo de queda dos preços: de -2,30% em agosto para -0,36% em setembro.

O principal destaque foi para a soja em grão (de 1,80% para 8,12%), acompanhada pelo minério de ferro (-7,47% para -6,86%) e milho em grão (-2,82% para 0,38%). No sentido oposto, registraram redução nos preços aves (3,23% para -3,04%), laranja (0,81% para -0,31%) e trigo (em grão) (1,33% para -0,01%).

Os Bens Intermediários também registraram alta nos preços, de -0,72% em agosto para 0,22% em setembro. O subgrupo materiais e componentes para a manufatura tiveram a maior influência no grupo, com variação de -0,80% para 0,29%.

Já os Bens Finais oscilaram -0,15% em setembro, ante resultado de -0,48% em agosto. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de -0,28% para 0,41%, no mesmo período.

INFLUÊNCIAS INDIVIDUAIS

Além da soja em grão, os principais itens que influenciaram a redução da deflação do IPA em setembro foram o óleo diesel (-0,57% para 3,56%), óleo de soja refinado (1,52% para 16,45%), banana (3,15% para 16,66%) e bovinos (0,66% para 1,38%).

Por outro lado, contribuíram para manter o índice em baixa o minério de ferro (-7,47% para -6,86%), batata inglesa (-19,33% para -11,52%), gás liquefeito de petróleo (GLP) (-0,63% para -8,74%), aves (3,23% para -3,04%) e mamão (11,24% para -22,85%).

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas