Indicadores da FGV mostram que economia começa a reagir

Quatro, dos oito subíndices do Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (Iace), registraram elevação em agosto

Agência Brasil
14/Set/2020
  • btn-whatsapp

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (Iace), publicado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) em parceria com The Conference Board (TCB), subiu 1,1% em agosto para 117,8 pontos.

Porém, o índice, que é um conjunto de indicadores que medem a atividade econômica no Brasil, e que busca antecipar tendências, ainda está 2,2 pontos abaixo do período pré-pandemia, fevereiro de 2020.

Quatro das oito séries componentes contribuíram para a alta do indicador, com a maior contribuição vindo do Índice de Expectativas da Indústria da FGV.

Os outros sete componentes do índice são os índices de expectativas dos Serviços e do Consumidor (da FGV), os índices de termos de troca e de quantum de exportações (ambos da Funcex - Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior), a taxa referencial de swaps DI pré-fixada - 360 dias (do Banco Central), o Ibovespa fechado do mês e o índice de produção física de bens de consumo duráveis (do IBGE).

Já o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições econômicas atuais, ficou estável em 101,4 pontos, em agosto.

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas