Impostômetro da ACSP atinge R$ 2 trilhões em tributos arrecadados

Em 2023, a marca será registrada 14 dias mais cedo, fator impulsionado, em parte, pela inflação acumulada

Redação DC
30/Ago/2023
  • btn-whatsapp
 Impostômetro da ACSP atinge R$ 2 trilhões em tributos arrecadados

O Impostômetro, painel instalado na sede da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), no centro histórico da capital paulista, atinge nesta quarta-feira, 30/8, às 21h15, a marca de R$ 2 trilhões em tributos arrecadados.

Este é o valor pago pelos contribuintes brasileiros aos governos federal, estadual e municipal desde o início do ano. Entram na contabilidade impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e a correção monetária.

Em contraste ao ano passado, quando esse patamar foi alcançado em 14 de setembro, o economista-chefe da ACSP, Marcel Solimeo, revelou que a diferença de 14 dias se deve, em parte, à inflação acumulada durante o período.

A alta da inflação, embora tenha sido mitigada por algumas medidas de desoneração, exerceu influência direta no aumento dos preços dos produtos e, por consequência, na arrecadação tributária.

"Vale destacar que a redução temporária nos impostos sobre os combustíveis, de certa forma, amenizou o impacto do aumento geral dos preços”, avaliou Solimeo.

No entanto, o economista alerta para a necessidade de abordar os gastos públicos como parte fundamental da equação econômica do Brasil. Solimeo mencionou o novo arcabouço fiscal (PLP 93/2023), denominado Regime Fiscal Sustentável, que procura controlar o endividamento, substituindo o teto de gastos em vigor, por um regime fiscal focado no equilíbrio entre a arrecadação e as despesas.

"O arcabouço fiscal busca estabelecer diretrizes para o aumento dos gastos. No entanto, após sua implementação é esperado que ocorram aumentos significativos na carga tributária para cumprir as as novas metas fiscais", explica o economista-chefe da ACSP.

O presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), Gilberto Amaral, lembra que, no passado, houve a desoneração dos impostos sobre os combustíveis e uma diminuição nas alíquotas de ICMS sobre combustíveis e energia elétrica. Entretanto, em 2023, essas medidas foram revertidas, começando em maio e junho do mesmo ano.

"Uma das razões para atingirmos essa marca mais cedo é o aumento na arrecadação, em comparação ao mesmo período do ano passado. Tributos significativos, como o ICMS sobre energia elétrica, tiveram um impacto substancial, especialmente após o aumento nas alíquotas”, completa Amaral.

O painel físico do Impostômetro está localizado na Rua Boa Vista, 51, no Centro Histórico de São Paulo, junto ao edifício-sede da ACSP. 

IMAGEM: Paulo Pampolin/DC

 

 

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas