Fundador do EasyTaxi cria 'Uber da beleza'

Aplicativo oferece os serviços de cabeleireiro, depilação e manicure em domicílio

Estadão Conteúdo
11/Set/2016
  • btn-whatsapp
Fundador do EasyTaxi cria 'Uber da beleza'

"Não gosto de sair para balada. Gosto de videogame, de beber e de trabalhar." Quem vê Tallis Gomes, 29 anos, falar sobre o que gosta de fazer nas horas vagas, não imagina sua veia para o empreendedorismo.

Aos 14 anos, ele comprava celulares pela internet e revendia em sua cidade, Carangola, no interior de Minas Gerais. Em 2011, dez anos depois, ele começou um negócio que mudou o transporte no país: o EasyTaxi.

Agora, ele tenta revolucionar o mercado de beleza com seu novo projeto, o Singu.

Descrito como "Uber da beleza", o aplicativo oferece os serviços de cabeleireiro, depilação e manicure em domicílio.

"A mulher moderna não tem mais tempo hoje para ir ao salão. Ir e voltar, além da fila e da sessão, é um processo de três horas", diz Gomes. "Além disso, ela precisa se adaptar à agenda do prestador de serviço. Deveria ser o contrário."

O negócio nasceu no ano passado, inspirado pelo tamanho do mercado de beleza no Brasil. Por enquanto, o Singu tem cerca de mil profissionais, em São Paulo e no Rio de Janeiro - no mês que vem, chega a Porto Alegre, e planeja expansão internacional até o final do ano.

"Quero jogar na série A do mundo. Cansei da série B", diz Gomes, que expandiu o EasyTaxi para mercados como América Latina e Sudeste Asiático, antes de deixar a operação da empresa, há cerca de um ano e meio.

Na última semana, a Singu bateu a marca de R$ 1 milhão faturado pelos profissionais no aplicativo em 2016.

Na entrevista a seguir, Tallis fala mais sobre a Singu e seus planos de expansão, além de explicar porque não quis parar depois do EasyTaxi.

"Fiquei muito mordido de não ter sido o primeiro unicórnio brasileiro", afirma, fazendo referência a startups que superam US$ 1 bilhão em valor de mercado.

COMO NASCEU O SINGU?

Depois do EasyTaxi, montei um fundo de investimentos para descobrir qual era o próximo grande mercado a ser revolucionado.

Em 2015, o setor de beleza movimentou R$ 46 bilhões no Brasil e, pesquisando, descobri que muita gente deixa de ir ao salão de beleza porque não tem tempo.

É um processo que leva três horas. A mulher moderna não tem tempo para isso. Além disso, ela tem que se encaixar no horário do prestador de serviço. Deveria ser o contrário.

LEIA MAIS: Apps de carona se popularizam ao baratear viagens

FIDELIDADE ENTRE CLIENTE E PROFISSIONAL

Diziam o mesmo para os táxis. Aí é que a gente entra: toda profissional é treinada pela Singu. Sabemos que uma profissional pode ter mais ou menos empatia com o cliente, mas quando ele usa o serviço pela segunda vez, com certeza vai ter um atendimento satisfatório.

Pensa no Uber: é legal andar de BMW, mas não vou ficar insatisfeito se eu andar de Corolla. A água e a bala vão estar ali do mesmo jeito.

E o nosso algoritmo não deixa que a profissional "pule fora" do sistema: ele calcula a melhor rota de atendimentos da manicure todo dia, incluindo o ônibus ou metrô que ela tem que pegar. Se ela fizer um atendimento à parte, ela não consegue voltar para a rota.

COMEÇAR DE NOVO

A cultura mudou. Em 2011, 4% dos brasileiros tinham smartphones. Eu mesmo só comprei smartphone porque comecei a EasyTaxi.

Tive de convencer taxistas a comprarem smartphones e gastarem com internet móvel. Hoje, a manicure já chega no treinamento com o aplicativo instalado.

Além disso, ganhar escala ficou mais fácil: em três meses de Singu, eu faturei o mesmo que em um ano do EasyTaxi.

CONTINUAR

Eu podia ter ido morar na Tailândia, né? (risos). Gosto muito de trabalhar. Fiquei mordido de não ser o primeiro unicórnio brasileiro.

É um sonho que eu tenho. Além disso, acredito que o melhor programa social se chama emprego. Comigo, uma manicure consegue ganhar R$ 4 mil por mês. Tenho 29 anos de idade, me sentiria um lixo se "parasse" agora.

CONCORRÊNCIA COM UBER

Surgimos juntos. Na época, a gente entendia que a EasyTaxi era um mecanismo para melhorar o trânsito. A diferença do Uber para qualquer táxi é que você tem um serviço melhor com preço diferenciado.

Na minha gestão, levamos o EasyTaxi para 35 países, com 500 mil taxistas. O Uber teve espaço no Brasil porque aqui o táxi é muito caro. Em países que o táxi é barato, como na Coreia do Sul, o Uber não tem competição. Apesar disso, acho que a EasyTaxi tem uma boa chance contra o Uber.

LEIA MAIS : De olho em novos modelos de negócios

ENTRAVES PARA EMPREENDER

Com taxa de juros a 14,25%, tem que ser maluco para empreender aqui. Você tem carga tributária e leis trabalhistas absurdas. Sou contra qualquer regulação: elas aumentam o custo de prestação de serviços.

O governo precisa parar de atrapalhar os empreendedores. Só isso já ajudaria muito.

Foto: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas